Tamanho do texto

Verrati comentou a situação envolvendo Neymar e PSG e abriu o jogo sobre sua quase transferência para o Barcelona há dois anos

Verrati e Neymar arrow-options
Getty
Verrati comentou a situação entre Neymar e PSG

Em entrevista para a rádio francesa RMC Sports, o meio-campista Marco Verrati falou sobre o impasse vivido entre PSG e Neymar, e deixou claro que nunca ouviu o brasileiro dizer que deseja deixar o clube.

"Eu não pude falar muito com ele ( Neymar ), mas acho que ele passou por um momento difícil, especialmente com a lesão que o privou da Copa América. Ele também teve momentos complicados em sua vida privada, sobre os quais conversamos muito. É claro que eu ficaria desapontado em vê-lo ir. É um grande jogador. São coisas entre ele e o clube. Eu nunca o ouvi dizer que queria sair. Não sei o que ele disse ao clube, mas, pessoalmente, é claro que eu prefiro vê-lo ficar", afirmou Verrati .

O meio-campista italiano abriu o jogo também sobre o momento em que quase deixou o PSG rumo ao Barcelona , há dois anos, e revelou não ter se arrependido da decisão tomada.

"Na época, eu precisava de explicações do PSG. Vi coisas que não me pareciam dignas de um clube que quer ganhar grandes competições. Eu não concordei com algumas coisas, mas conversamos um com o outro, acertamos dois ou três compromissos, e fiquei. Estou feliz por ter feito essa escolha" disse o volante.

Por fim, Verrati deu um recado ao clube francês, que na opinião dele não deve forçar a permanência de um jogador que não queira continuar defendendo suas cores.

"O PSG não foi obrigado a me fazer ficar, porque acho que, se um jogador quiser sair, no final ele sempre encontrará um caminho a percorrer. E é melhor assim, caso contrário o clube mantém alguém que não quer ficar... Quando um jogador realmente quer sair, o clube deve deixá-lo ir. De acordo com as condições financeiras estabelecidas pelo clube, bem claro, mas não segure um jogador que queira sair", falou Verratti sobre a situação envolvendo PSG e Neymar .