Tamanho do texto

Imbróglio entre clubes da capital espanhola e da Catalunha não deve acabar tão cedo: "Exigiremos a quantidade que considerarmos necessária"

Lance


Messi e Griezmann arrow-options
Reprodução/Twitter/Barcelona
Griezmann ao lado de Messi quando ambos ainda estavam de lados opostos

Uma das maiores novelas da atual janela de transferências, a  ida de Griezmann do Atlético de Madri para o Barcelona parece que não terminou, mesmo com o anúncio oficial da contratação feito pelo clube catalão.

Em entrevista à rádio RAC1 , da Catalunha, o presidente do Atlético de Madri, Enrique Cerezo, deu a sua versão sobre a reclamação do clube em relação ao pagamento feito pelo Barcelona e reiterou a nota oficial publicada pelo Atleti nas redes sociais, em que não reconhece a venda de Griezmann .

"Se o clube emitiu esse comunicado é porque tem provas. Devemos analisar e se realmente temos provas, exigiremos a quantidade que considerarmos necessária. Estou decepcionado com a atitude do jogador, queria sair e não nos disse nada até ao último minuto. O Barcelona fez uma grande contratação. Não queríamos que Griezmann saísse, mas ele tomou essa decisão. Veremos se é correta ou não", disse.

Leia também: Ex-técnico do Milan, Mihajlovic se afasta para tratar leucemia: "Vou vencer"

Após o anúncio oficial do Barça, o Atleti postou um comunicado oficial onde afirmava que o clube catalão não pagou o valor total da multa, de 200 milhões de euros (R$844 milhões), já que fez contato com Griezmann antes de 1º de julho, dia em que a multa do francês passaria para os 120 milhões de euros (R$506 milhões), valor pago pelos blaugranas.

    Leia tudo sobre: futebol