Tamanho do texto

Seleção argentina encara a Venezuela nas quartas, enquanto os colombianos ainda aguardam pela definição do seu rival; Paraguai depende de resultado

Lautaro Martinez pulando
CONMEBOL/DIVULGAÇÃO
Argentina venceu o Catar em Porto Alegre, na Arena do Grêmio

Depois de tropeçar nos dois jogos iniciais da Copa América , a Argentina conseguiu sua primeira vitória na competição e garantiu vaga nas quartas de final: 2 a 0 sobre o Catar, em Porto Alegre, gols de Lautaro Martinez e Sergio Agüero.

Leia também: Novo crush? Galvão Bueno "trai" Neymar com Everton Cebolinha e a web não perdoa

Na próxima fase, a Argentina encara a Venezuela, que ficou na segunda colocação do grupo do Brasil. O jogo será no Maracanã, Rio de Janeiro, na sexta-feira que vem, às 16h (de Brasília).

No outro jogo do grupo B, neste domingo, a Colômbia venceu o Paraguai por 1 a 0  em Salvador e manteve a campanha 100%. O adversário dos colombianos nas quartas só será definido após os jogos finais do grupo C, que serão nesta segunda-feira.

Lembrando que a Colômbia mandou a campo um time praticamente reserva, poupando seus titulares. O gol foi do volante Cuellar, do Flamengo.

Leia também: Luis Suárez vai parar em hospital após empate do Uruguai contra o Japão

O Paraguai, que terminou com apenas dois pontos, ainda pode se classificar. Para isso, depende de um empate entre Equador e Japão pela chave C.

Argentina 2 x 0 Catar

Lionel Messi em ação pela Argentina contra o Catar
CONMEBOL/DIVULGAÇÃO
Lionel Messi em ação pela Argentina contra o Catar

Por conta da necessidade da vitória para garantir a classificação à próxima fase da Copa América sem depender de uma combinação de resultados dos adversários dos demais grupos, a Argentina começou elétrica a partida diante do Catar.

Conseguindo, inclusive, um gol relâmpago para ficar mais tranquila no jogo: aos três minutos, Lautaro Martínez bateu colocado no gol defendido por Al-Sheeb, aproveitando saída errada do zagueiro Hisham. Hermanos na frente, 1 a 0.

Os hermanos, ofensivos, levavam bastante perigo ao Catar. Mas, de novo, deram espaços no setor defensivo. O Catar passou a avançar ao ataque, aproveitando estas falhas que eram cometidas pela Argentina, conseguindo criar oportunidades de gol. Isto foi visto aos 17, com Al-Haydos, e no minuto seguinte, com Almoez Ali. Agüero teve uma chance de ampliar na metade da etapa inicial, mas desperdiçou. Jogo prosseguiu para o intervalo, em aberto, com a vitória parcial dos argentinos.

Na volta para o segundo tempo, o jogo se manteve no ritmo disputado na etapa inicial. A Argentina, liderada por Messi, sabia de sua qualidade e superioridade em relação ao Catar, que tentava arriscar em lances isolados, aproveitando os espaços na defesa hermana. A partida seguia sem muitos sustos para ambas as seleções, até aos 16 e 21 minutos, quando o goleiro Al-Sheeb fez grandes defesas, no reflexo, em chegada de Agüero. Akram Afif, aos 24, também levaria perigo.

Com o decorrer da partida, se aproximando do fim, a Argentina se arriscava mais em busca do gol para ampliar a vitória e, consequentemente, selar a vaga na próxima fase. Depois de algumas tentativas, conseguiu aos 36 minutos. Após receber da intermediária, Agüero arrancou com velocidade para o ataque, passou pela marcação com facilidade e mandou com frieza para o fundo das redes.

Vitória consolidada por 2 a 0 para os hermanos, que vão para as quartas de final. Agora, sem chance de erro, pois o mata-mata irá começar.

Colômbia 1 x 0 Paraguai

Cuellar fez o gol da Colômbia diante do Paraguai
CONMEBOL/DIVULGAÇÃO
Cuellar fez o gol da Colômbia diante do Paraguai

Precisando da vitória para passar a segunda fase sem depender de outros resultados, o Paraguai começou a partida atacando. E quase marcou logo no primeiro minuto da partida. Derlis González avançou pela direita e chegou na frente do goleiro adversário, mas finalizou fraco e em cima de Montero, que defendeu sem dificuldades.

Com o gol marcado pela Argentina sobre o Qatar na partida que acontecia ao mesmo tempo em Porto Alegre, a situação do Paraguai ficou complicada. Mas isso parece não ter chegado aos paraguaios. Ou, se chegou, não surtiu efeito. A equipe Albirroja até tinha mais posse de bola, mas pouco conseguia chegar perto do gol do adversário. Enquanto isso, com velocidade pelas lados, a Colômbia assustava os paraguaios.

Pouco depois de Falcao Garcia quase marcar um golaço de bicicleta, a Colômbia abriu o placar. Aos 31 minutos, em uma jogada pelo lado direito de ataque, após saída de bola errada do Paraguai, Arias tocou para Cuéllar, que estava bem posicionado dentro da área. O volante do Flamengo finalizou rasteiro e a bola passou entre as pernas do goleiro do Botafogo, fazendo 1 a 0 para os colombianos.

Se o goleiro paraguaio falhou no lance do gol da Colômbia, Gatito se redimiu no começo da segunda etapa. Antes mesmo dos 20 minutos do período complementar, foram duas boas e difíceis defesas. A primeira num chute cruzado de Cardona e, depois, uma defesa espetacular numa cabeçada de Lerma.

Já com os titulares James Rodríguez e Duván Zapata em campo, a Colômbia começou a levar mais perigo ainda ao gol paraguaio. E chegou a marcar um gol com Luis Díaz, após lindo passe de James, aos 23 minutos. Mas, após consulta ao VAR, que fez o jogo ficar parado quase cinco minutos, o árbitro Victor Carillo assinalou que Díaz usou o braço para dominar a bola e anulou o gol.

Melhor em campo, a Colômbia seguiu ameaçando nos contra-ataques. Já no final da partida, Díaz caiu na área e o árbitro marcou pênalti para os colombiano. Porém, de novo após consulta ao VAR, a penalidade foi anulada. Não fez falta para a Colômbia, que já estava com a vitória garantida.

    Leia tudo sobre: Futebol