Tamanho do texto

Moise Kean ouviu gritos racistas após comemorar gol de frente para a torcida do Cagliari em partida do Campeonato Italino

Kean recebe apoio dos companheiros
Reprodução / Getty Images
Moise Kean foi vítima de racismo contra o Cagliari

A Juventus venceu o Cagliari, nesta terça-feira (02), por 2 a 0, com um dos gols marcados pelo garoto Moise Kean, que após comemorar de frente para a torcida adversária, foi vítima de racismo.

Após o ato de racismo , o zagueiro Leonardo Bonucci deu uma infeliz declaração, afirmando que metade da culpa é da promessa italiana, que tem pais marfinenses.

Kean sabe que, se ele marca um gol, tem que comemorar com seus companheiros. Ele sabe que ele poderia ter feito algo diferente. Houve insultos racistas depois do gol, Blaise (Matuidi) ouviu e ficou irritado. Eu acho que ele tem 50% de culpa, porque Moise (Kean) não deveria comemorar diante da torcida adversária e os torcedores não teriam reagido dessa maneira. Nós somos profissionais, nós temos que dar o exemplo e não provocar ninguém”, disse em entrevista à italiana 'Sky Sport'.

Leia também: Vítima de racismo, Serginho revela: "Minha família quer ir embora da Bolívia"

A declaração de Bonucci não repercutiu bem com outros jogadores. Em rede social, o atacante Raheem Sterling , do Manchester City, ironizou: "A culpa é 50-50, Bonucci? Tudo que se pode fazer agora é rir”, escreveu.

publicação no instagram
Reprodução / Instagram
Sterling ironizou Bonucci

Após a partida, o treinador da  Juventus , Massimiliano Allegri, defendeu o atacante e pediu punição aos torcedores do Cagliari.

“Você precisa ser inteligente em lidar com essas situações para não provocar as pessoas, mas isso, obviamente, não significa que os idiotas na torcida e a reação deles seja justificada. Como tudo na vida, tem idiotas que fazem coisas ruins para todo mundo. Eu não acho que ficar falando disso o tempo todo ajuda. Nós precisamos usar as câmeras, encontrar quem faz isso e punir essas pessoas. É muito simples, identificar eles e banir pelo resto da vida, não só um ou dois anos”, repudiou Allegri.

Leia também: Brasileiro é alvo de racismo na Rússia: "é ridículo pessoas de cor na seleção"

Após as críticas, Bonucci se publicou foto ao lado de Kean e escreveu: “Independentemente de tudo, em todo caso, não ao racismo ”.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.