undefined
Divulgação
Atacante Bill já vai para sua segunda temporada na Tailândia

Você provavelmente não vai conseguir acompanhar de perto o futebol da Tailândia que começa nesta semana  - talvez até nem queira isso -, mas saiba que são muitos os brasileiros que iniciam a aventura em um dos mais novos mercados na Ásia.

Leia também: Ver o futebol brasileiro virou motivo para castigo e tortura

Serão 21 brasileiros disputando o título de campeão tailandês. Pouco divulgado no Brasil, o campeonato da Tailândia tem atraído cada vez mais atletas estrangeiros e está em franco crescimento.

A edição de 2019 será a 23ª da Thai League. E, seguramente, essa competição será a com o maior número de dirigentes, treinadores, preparadores, auxiliares e jogadores brasileiros .

Entre eles está o atacante Bill , ex-jogador de Corinthians, Santos, Botafogo, Coritiba e outros clubes da elite do futebol brasileiro. "Eu me adaptei muito bem ao futebol tailandês. Desde que cheguei aqui graças a Deus já tive três títulos, e agora a gente está disputando uma competição que vai classificar para a Champions da Asia", contou o atleta. 

O atleta atua hoje pelo Chiangrai United (segundo clube dele no país) e já conquistou a Toyota Cup, a FA Cup e a Copa Leo, sendo artilheiro em duas delas. Ele destacou as oportunidades na Tailândia.

"Parece que de cinco anos pra cá, o futebol no país cresceu muito, tem bastante brasileiro aqui. Acho que é um mercado muito bom hoje para trabalhar", afirmou.

undefined
Divulgação
Dirceu, zagueiro, também está na Tailândia

O zagueiro Dirceu , recém-chegado ao país, vai estrear no campeonato. Revelado pelo Coritiba, ele se tornou ídolo no Londrina, sendo capitão nas conquistas mais recentes do clube, o Campeonato Paranaense de 2014 e a Primeira Liga de 2018, mas não hesitou em desbravar esse novo mercado.

Leia também: Palmeiras pode ser rebaixado para Série B por causa do ex-cartola Del Nero

"Quando soube da proposta fiquei muito feliz, pois sempre quis um desafio como esse, de poder atravessar o mundo e aprender sobre outros países, culturas diferentes. E a Tailândia é um excelente lugar para isso pois me permite evoluir muito como pessoa e como profissional", afirma.

O jogador está impressionado com a forma como o receberam no novo país. "Os tailandeses são extremamente receptivos com os estrangeiros. Comigo não foi diferente, me receberam muito bem. O carinho e o respeito deles para com os brasileiros é realmente acima da média", revela.

O time de Dirceu é o Ratchaburi.

undefined
Divulgação
Atacante Bill já vai para sua segunda temporada na Tailândia

Fora dos campos, Bill já se considera um veterano quando o assunto é Tailândia e destaca as opções de lazer que o país oriental oferece. "Acho que a maioria dos brasileiros aqui está gostando do país, também porque tem muitas opções de passeios com a família, e isso é muito bom. Hoje muitos brasileiros para quem você perguntar querem vir conhecer", contou. 

O roteiro é escolhido por muitos como turismo, mas quando passa a ser moradia, a história é outra, como revela Dirceu. "Com pouco mais de um mês de Tailândia, já posso dizer que me sinto bem adaptado, o povo daqui ajuda muito nesse sentido pois são muito solícitos, sempre dispostos a ajudar e sempre muito bem educados. Mas a alimentação é o ponto mais difícil. Comida aqui é sempre muito temperada e com muita pimenta", disse.

Estar com a família no novo país ajuda na adaptação. E o zagueiro revela estar pronto para a estreia. "A rotina de treinos nessa fase de pré-temporada é muito puxada e estou me sentindo bem. Eles costumar fazer muito amistosos e isso é fantástico para a preparação e para a adaptação dos estrangeiros antes de começarem os jogos", completou Dirceu.

Mas e o nível do futebol? Como o Campeonato Tailandês não é transmitido para o Brasil e as informações são raras, muitos se perguntam sobre a qualidade do futebol de lá. Dirceu deu seu pitaco sobre isso.

undefined
Divulgação
Dirceu com seus companheiros na Tailândia

"O futebol tailandês é mais dinâmico que o brasileiro. Eles prezam muito pelo ataque e isso deixa o jogo mais emocionante para quem assiste. Aliado a isso, o nível técnico tem se mostrado bom. Os clubes investem muito para trazer bons jogadores e elevar o nível do futebol daqui. É um mercado que está crescendo muito", completou o defensor.

Leia também: Conmebol abre investigação contra times brasileiros na Liberta e Sul-Americana

Bill concordou com o compatriota e fez uma previsão sobre o futuro dele do outro lado do mundo. "Do futebol eu não tenho nada para reclamar. Graças a Deus estou bem adaptado. Fui campeão em três campeonatos, artilheiro em dois e estou muito feliz de estar aqui na Tailândia . Se Deus quiser vou ficar mais uns dois ou três anos aqui", finalizou o atacante.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários