Tamanho do texto

Os clubes ingleses colocam a flor de papoula nos uniformes para homenagear os mortos na Segunda Guerra Mundial, no chamado 'Dia do Armistício'

Matic não usou flor de papoula em rodada do Dia do Armistício na Inglaterra
Reprodução
Matic não usou flor de papoula em rodada do Dia do Armistício na Inglaterra

Quem assistiu as partidas da Premier League neste fim de semana percebeu algumas homenagens e minuto de silêncio que precederam todas as partidas. As ações ocorreram porque no sábado foi celebrado o Dia do Armistício na Inglaterra (11 de novembro marca o fim da Primeira Guerra Mundial ).

Leia também:  Kylian Mbappé é o jogador mais valioso do mundo; Neymar é terceiro

É uma tradição entre os clubes ingleses colocar em seus uniformes a flor de papoula, o símbolo do Dia do Armistício na Inglaterra para lembrar-se dos soldados britânicos mortos e feridos na Primeira Guerra e demais pessoas que perderam suas vidas durante o período de 1914 a 1918.

Porém, nesta edição do ‘Remember Day’ o jogador do Manchester United, Nemanja Matic , chamou atenção do mundo por não utilizar a flor de papoula em seu uniforme. Ele foi o único atleta do clube a entrar em campo com a camisa diferente.

Por meio de suas redes sociais, o jogador de 30 anos comentou o ocorrido. “Eu reconheço totalmente por que as pessoas usam papoulas, eu respeito totalmente o direito de todos e tenho total simpatia por quem perdeu seus entes queridos devido a conflitos”, publicou em seu Instagram.

Leia também: Clubes europeus querem criar 'superliga' a partir de 2021, diz Football Leaks

“No entanto, para mim é apenas uma lembrança de um ataque que eu senti pessoalmente como um menino de 12 anos de idade, assustado e jovem que vivia em Vrelo, como o meu país foi devastado pelo bombardeio na Sérvia em 1999”.

No fim dos anos 90 a OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte), deu início a uma série de bombardeios na Sérvia que durou 78 dias e matou mais de três mil pessoas. A ação da OTAN, que tem a Inglaterra como membro, foi uma medida para que o país desse fim aos conflitos armados com o território do Kosovo, que tentava uma independência.

Visualizar esta foto no Instagram.

I recognise fully why people wear poppies, I totally respect everyone’s right to do so and I have total sympathy for anyone who has lost loved ones due to conflict. However, for me it is only a reminder of an attack that I felt personally as a young, frightened 12-year old boy living in Vrelo, as my country was devastated by the bombing of Serbia in 1999. Whilst I have done so previously, on reflection I now don't feel it is right for me to wear the poppy on my shirt. I do not want to undermine the poppy as a symbol of pride within Britain or offend anyone, however, we are all a product of our own upbringing and this is a personal choice for the reasons outlined. I hope everyone understands my reasons now that I have explained them and I can concentrate on helping the team in the games that lie ahead.

Uma publicação compartilhada por Nemanja Matic (@nemanjamatic) em

Relembrando esse fato, o atleta continuou seu posicionamento “Embora eu tenha feito isso antes, pensando bem, agora não sinto que seja certo usar a papoula em minha camisa. Eu não quero enfraquecer a papoula como um símbolo de orgulho dentro da Grã-Bretanha ou ofender ninguém, no entanto, todos nós somos um produto de nossa própria educação e está é uma escolha pessoal pelas razões descritas”.

“Espero que todos entendam as minhas razões agora que as expliquei e posso me concentrar em ajudar a equipe nos jogos que estão por vir”, finalizou Matic.

Leia também:  Shaqiri será desfalque para o Liverpool na Champions por motivo político. Veja

Com o jogador em campo na rodada do Dia do Armistício na Inglaterra , o Manchester United venceu o Bournemouth por 2 a 1. O próximo compromisso dos Red Devils será na quarta-feira (07) pela Liga dos Campeões da Uefa, contra a Juventus.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.