Tamanho do texto

O Rubin Kazan está impossibilitado de participar da Liga dos Campeões ou da Liga Europa pelos próximos dois anos. A entidade também multou o PSG por brigas e atrasos no jogo contra o Estrela Vermelha no início do mês

Rubin Kazan é suspenso pela Uefa por não cumprir Fair Play Financeiro
Reprodução
Rubin Kazan é suspenso pela Uefa por não cumprir Fair Play Financeiro

A Uefa suspende time russo Rubin Kazan por dois anos e impede a equipe de participar da Liga dos Campeões ou da Liga Europa por não cumprir as regras do Fair Play financeiro. A penalidade foi imposta pela Câmara Judiciária do Órgão de Controle Financeiro dos Clubes (CFCB) e a equipe foi punida com uma multa de três milhões de euros.

Leia também:  Agente de Pedrinho indica saída do Corinthians: "Para mim, o ciclo acabou"

No documento, a  Uefa suspende time, mas não especifica como as regras foram quebradas, mas diz que aconteceu durante o período de monitorização entre 2017-18. Em maio de 2014, o clube russo havia feito parte de um acordo de Fair Play Financeiro com a Uefa, juntamente com Manchester City e Paris Saint-Germain. Mas, na época, o caso foi transferido para a câmara de resolução quando a entidade não cumpriu o combinado.

Quem também foi punido pela Uefa foi o Paris Saint-Germain. Segundo o site oficial da entidade, o Comitê de Controle, Ética e Disciplina da Uefa multou o time francês em 20.000 euros (cerca de R$ 85 mil na cotação atual) por demorar a entrar em campo contra o Estrela Vermelha, pela segunda rodada da Liga dos Campeões.

Leia também:  Retorno de Neymar é aprovado por torcedores e jogadores do Barcelona

Na ocasião, o Paris Saint-Germain venceu o Estrela Vermelha por 6 a 1 com hat-trick do brasileiro Neymar e gols de Cavani, Di María e Mbappé. Ambos estão no Grupo C. O próximo confronto do PSG na Liga dos Campeões da Uefa será contra o Napoli, na próxima quarta, e do Estrela Vermelha contra o Liverpool também dia 24 no mesmo horário.

Na denúncia realizada pela entidade, o PSG respondeu pelo uso de fogos de artifício, previsto no artigo 16 do Regulamento Disciplinar; kick-off tardio e conduta inadequada de funcionários (ambos previstos no artigo 11).

O clube também responderá por confusões causadas pelos torcedores franceses e sérvios. A Uefa irá designar um inspetor de ética para fazer uma investigação sobre os incidentes ocorridos em Paris no último dia 03 de outubro. 

Leia também:  Argentinos Icardi e Higuaín serão estrelas do clássico Inter e Milan

A  diretoria do Rubin Kasan afirmou que irá recorrer mesmo se a  Uefa suspende time  das competições e fará um apelo à Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês). A equipe está atualmente em quinto na Liga Russa, oito pontos atrás do líder Zenit.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.