Tamanho do texto

Violência sexual teria acontecido em um hotel quando o atleta ainda defendia o Manchester United, em 2005

Cristiano Ronaldo é acusado de estupro nos Estados Unidos e também na Inglaterra
JUVENTUS/DIVULGAÇÃO
Cristiano Ronaldo é acusado de estupro nos Estados Unidos e também na Inglaterra

Mais um caso de estupro envolvendo o nome de Cristiano Ronaldo veio à tona nesta sexta-feira. Dessa vez, o incidente teria acontecido na cidade de Londres, na Inglaterra, em 2005,quando o atleta atuava com a camisa do Manchester United.

Leia também: CR7 pode perder R$ 5 bilhões em patrocínios com caso de estupro

Segundo informações do diário "The Sun", Cristiano Ronaldo chegou a ser detido pela polícia inglesa na ocasião, prestou depoimento sobre a violência sexual contra a mulher no Hotel Sanderson e acabou sendo liberado mediante pagamento de fiança.

Ainda de acordo com a publicação, a investigação não foi adiante porque a vítima, que não teve sua identidade revelada, teria retirado as acusações e livrado CR7.

Nos Estados Unidos, o jogador português ainda será investigado na acusação de estupro que Kathryn Mayorga ainda sustenta. A advogada dela, Leslie Stovall, disse que queria conversar com a mulher de Londres que também teria sido abusada pelo atleta. 

Leia também: Cristiano Ronaldo pagou para abafar caso de estupro em Las Vegas, diz vítima

"Estou ciente desta pessoa na Inglaterra que alegou agressão sexual. Eu adoraria falar com essa mulher. Eu estou bem interessada em identificá-la e entrar em contato", comentou Leslie Stovall também ao "The Sun".

O novo escândalo teve influência nas ações da Juventus que caíram drasticamente nesta sexta-feira (5). Os preços das ações do clube na bolsa italiana, que atingiram níveis recordes depois que o craque português vestiu a camisa da Velha Senhora em julho, sofreram uma queda de quase 10% de seu valor.

Além disso, a conta do Twitter da Juventus foi alvo de diversas críticas após publicar um comunicado no qual defendia Cristiano Ronaldo. Segundo o time, as supostas denúncias "que datam de quase 10 anos atrás" não mudam a opinião deles sobre o jogador, considerado um "grande campeão".

Cristiano Ronaldo acusado de estupro nos EUA

Cristiano Ronaldo é acusado de estupro pela norte-americana Kathryn Mayorga
The Sun/Reprodução
Cristiano Ronaldo é acusado de estupro pela norte-americana Kathryn Mayorga

O caso de estupro nos EUA foi divulgada em março deste ano, mas voltou a ser manchete na última semana quando a revista alemã "Der Spiegel" publicou uma entrevista exclusiva com a moça envolvida no caso, que revelou detalhes do episódio.

Em 2009, logo após trocar o Manchester United pelo Real Madrid, Cristiano Ronaldo foi com amigos para a cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos, onde conheceu Kathryn Mayorga e a teria estuprado. O caso foi encerrado com um acordo: CR7 aceitou pagar 375 mil dólares para que a vítima não levasse o caso a público.

Leia também: Técnico de Portugal defende CR7 em caso de estupro: "Acredito no que ele diz"

Naquela época, Kathryn era modelo e atualmente trabalha como professora. Ela disse ter repetido por várias vezes as palavras "não" e "para" e, segundo ela, o atacante só parou quando terminou o sexo anal forçado.

Cristiano Ronaldo é acusado de estupro pela norte-americana, mas negou tudo e chamou todo caso de "fake news" e "espetáculo midiático montado por quem se quer promover". CR7 confirmou que teve relações sexuais com a mulher e que tudo aconteceu de forma consensual.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.