Tamanho do texto

Com passagem pelo Milan, Umberto Gandini era CEO da Roma desde 2016. Clube disse que demissão aconteceu após 'um acordo mútuo entre as partes'

Umberto Gandini, diretor-executivo da Roma, pediu demissão após dois anos no clube
Ansa
Umberto Gandini, diretor-executivo da Roma, pediu demissão após dois anos no clube

A Roma não tem vivido seu melhor momento no ano, e anunciou nesta quinta-feira (27), a saída de Umberto Gandini do cargo de CEO do clube. A confirmação foi comunicada através de uma nota no site oficial do time giallorosso. Nela, a Roma revela que o "divórcio" com seu CEO aconteceu após um acordo mútuo entre as partes.

Leia também: UEFA anuncia uso do VAR a partir da próxima edição da Liga dos Campeões

"A Roma deseja que Gandini possa se envolver em novos e emocionantes desafios o mais rápido possível, agradecendo-lhe ao mesmo tempo pelo trabalho duro e pelos resultados alcançados", escreveu o clube.

Gandini chegou a Roma em setembro de 2016 para assumir o cargo de diretor-executivo do clube. Nas duas temporadas seguintes, a equipe conseguiu se classificar duas vezes para a Liga dos Campeões, chegando às semifinais na última edição.

De acordo com a imprensa italiana, o futuro de Gandini pode ser o Milan, onde o executivo trabalhou entre 1993 e 2016.

Leia também:  Liverpool pode bater recorde histórico se vencer Chelsea na Premier League

"Eu vivi em Roma duas temporadas muito interessantes, durante as quais vi o clube crescer no campo e fora dele. Sejam quais forem os desafios que o futuro tem reservado para mim, vou sempre nutrir um sentimento de afeto e gratidão para com esta cidade, a AS Roma e todos os adeptos do clube", disse Gandini.

O presidente da Roma, James Pallotta, também agradeceu ao ex-CEO pela "dedicação e profissionalismo colocados ao serviço do clube".

A saída de Gandini aconteceu um dia após o diretor da Roma, Franco Baldini, ter apresentado uma carta de demissão por ter sido criticado na autobiografia do ex-jogador Francesco Totti .

Em seus últimos cinco jogos na temporada, a Roma perdeu três e empatou dois. Na última partida do Campeonato Italiano, perdeu fora de casa, do Bologna por 2 a 0. Com os resultados negativos, a imprensa italiana já cogita a queda do treinador Di Francesco. Segundo o Corriere dello Sport, os nomes mais cotados para assumir a equipe são Antonio Conte e Claudio Ranieri.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.