Tamanho do texto

Presidente Aleksander Ceferin ainda não está convencido dos recursos do VAR para aplicar a tecnologia de vídeo na UEFA Champions League

UEFA pretende usar o árbitro de vídeo na Supercopa da Europa de 2019
EPA
UEFA pretende usar o árbitro de vídeo na Supercopa da Europa de 2019

Apesar de ser contra o uso do VAR na Liga dos Campeões, o presidente da UEFA, Aleksander Ceferin , afirmou nessa sexta-feira (31) que planeja usar o árbitro assistente de vídeo pela primeira vez em competições continentais na Supercopa da Europa nessa temporada.

Leia também: Veja todos os grupos da Champions League 2018/19

O jogo entre os campeões da Liga dos Campeões da UEFA e da Liga Europa será disputado no estádio do Besiktas, em Istambul, na Turquia, no dia 14 de agosto de 2019.

O dirigente esloveno está enfrentando uma grande pressão dos clubes para implantar a tecnologia já nessa temporada da Liga dos Campeões. Segundo a ESPN, o Comitê de Competição da UEFA tinha em sua pauta de reunião de segunda-feira a discussão de usar o VAR após as quartas de final.

Ceferin negou que o assunto tenha sido levado à reunião e se posicionou sobre o VAR na Champions League “Não sei de onde veio, mas não conversamos sobre isso e ainda não estou convencido sobre o VAR”, disse para o canal esloveno Elkipa. “Ainda há coisas que precisam ser esclarecidas”

Leia também: UEFA sorteia grupos da Liga Europa 2018/19. Veja

Para o presidente, algumas questões são confusas “quem decide se vai ver o VAR? O árbitro de vídeo ou o principal? Os fãs não entendem, nem os jornalistas. Que coisas os árbitros veem e o que eles não veem? As coisas ainda não estão claras, mas sabemos que um dia será necessário usá-lo” finalizou. A ideia é que antes de incluir o VAR na Champions haja uma regulamentação.

Durante a Copa o uso do árbitro de vídeo era autorizado em lances de gol, pênalti, aplicação de cartão vermelho e identificação de atletas.

No Brasil o recurso está sendo utilizado na Copa do Brasil e, no ano que vem,  São Paulo e Rio de Janeiro anunciaram que colocarão o VAR em seus campeonatos estaduais. A empresa Hawk-Eye Innovations, a mesma que atuou na Copa do Mundo da Rússia, será a responsável pela organização. Nenhum valor de implementação da tecnologia de vídeo foi estipulado pela UEFA .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.