Tamanho do texto

Atacante de 32 anos atuou pela Croácia desde 2007 e fez 33 gols em 89 jogos. Colocação croata no Mundial foi importante para ele tomar a decisão

Um mês após se tornar vice-campeão da Copa do Mundo , o atacante Mario Mandzukic anunciou nesta terça feira, através de suas redes sociais, que não jogará mais pela seleção croata.

O atacante Mario Mandzukic em ação pela seleção croata na semifinal da Copa do Mundo contra a Inglaterra
Divulgação/Fifa
O atacante Mario Mandzukic em ação pela seleção croata na semifinal da Copa do Mundo contra a Inglaterra

Por meio de seu Instagram, Mandzukic publicou diversas fotos de sua passagem pela seleção da Croácia, que começou em 2007 e se disse orgulhoso por todo esse tempo defendendo as cores de seu país.

"Eu sempre gostei de falar no campo e não fora dele. Portanto, essas palavras são um pouco mais difíceis do que enfrentar um adversário ou correr por 120 minutos. Mais difícil porque sei quanta felicidade me traz todas as convocações, jogos e vitórias", disse o atacante.

Mais difícil, porque sei que honra é vestir a camisa croata e representar o país. Mais difícil, porque eu sei que este é finalmente o fim dessas palavras. E, no entanto, sei que é hora certa para essas palavras", acrescentou.

O jogador que defende a Juventus disse que o vice na Copa do Mundo da Rússia ajudou na decisão. No Mundial, ele marcou o gol da vitória da Croácia na prorrogação, que levou sua seleção à final. Na decisão diante da França, fez o segundo gol do seu país, que acabou derrotado por 4 a 2.

"Tanto quanto o vice-campeonato me enche de nova energia, tornou mais fácil para mim tomar essa decisão impossível. Nós experimentamos nossos sonhos, fizermos um sucesso histórico e sentimos o incrível amor dos fãs. Este mês, bem como a chegada a Zagreb , continuará a ser a memória mais importante da minha carreira", revelou.

"Foi a viagem mais bonita com a equipe e a melhor volta para casa. Estou muito feliz, orgulhoso da prata pela qual morremos há anos, através de muito esforço, trabalho, desapontamento e momentos pesados", disse ainda o artilheiro.

Mandzukic, por fim, ressaltou que não há momento ideal para se aposentar da seleção, mas que chegou a hora: "Não há tempo ideal para ir. Se pudéssemos, acredito que todos nós jogaríamos pela Croácia enquanto vivêssemos, porque não há orgulho maior. Mas sinto que o momento é para mim agora. Eu fiz o meu melhor para dar a minha contribuição para o maior sucesso do futebol croata", finalizou.

Leia também: Após Iniesta e Piqué, David Silva anuncia aposentadoria da seleção espanhola

Carreira de Mandzukic na seleção

Mandzukic comemora o gol da vitória na semifinal da Copa do Mundo de 2018 contra a Inglaterra
Divulgação/Fifa.com
Mandzukic comemora o gol da vitória na semifinal da Copa do Mundo de 2018 contra a Inglaterra

Mario Mandzukic fez seu primeiro jogo pela seleção principal em 17 de novembro de 2007, aos 21 anos. Desde então foram 89 jogos e 33 gols, além de nove assistências. Antes, passou pelas seleções de base e também mostrou seu faro de gol. Atualmente, defende a Juventus, onde está desde 2015.

    Leia tudo sobre: futebol