Tamanho do texto

Para Pallotta, os espanhóis não foram éticos em sua investida para contratar o brasileiro e só os perdoaria se recebesse o craque argentino

Presidente da Roma quer Messi, que  renovou com Barcelona até 2021
Divulgação/ Barcelona
Presidente da Roma quer Messi, que renovou com Barcelona até 2021

O presidente da Roma, James Pallotta, criticou a postura do Barcelona na contratação de Malcom e disse que só vai perdoar os catalães se receber o argentino Lionel Messi. 

Leia também: Presidente da Federação Alemã de Futebol lamenta postura sobre o caso com Özil

Segundo o presidente da Roma , os espanhóis não foram éticos em sua investida para contratar o brasileiro e medidas legais devem ser tomadas.

“O Barcelona interveio de maneira antiética. Na manhã, Monchi fez uma videoconferência com o agente de Malcom e um acordo foi feito. Recebemos um aconselhamento legal, e parece que o Bordeaux (ex-clube de Malcom) será chamado para depor. Ontem (quarta) o Barcelona pediu desculpas, mas eu não aceitei”, disse à rádio “Sirius XM”. 

No entanto, Pallotta colocou uma condição para que a Roma perdoe o Barcelona, mas ela não é nada simples, eles teriam que ceder seu ídolo e melhor jogador. O presidente afirmou também que as relações entre os clubes não estão cortadas. 

“A única maneira de aceitar é se eles decidirem nos dar o Messi. Mas não fechamos relações com o Barcelona, eles são maiores do que nós e faremos acordos no futuro”, completou. 

Presidente da Roma também comentou as saídas de Alisson e Nainggolan 

Presidente da Roma aceitou proposta de 70 milhões do Liverpool pelo goleiro
LIVERPOOL/DIVULGAÇÃO
Presidente da Roma aceitou proposta de 70 milhões do Liverpool pelo goleiro

Questionado sobre a saída de Alisson, o presidente foi bem claro sobre o motivo da venda. 

“Vamos falar sério: 70 milhões de euros é muito dinheiro”, finalizou Pallotta. 

Sobre o belga, Pallotta comentou que a decisão foi do treinador Eusebio Di Francesco. 

Leia também: Estreia de Cristiano Ronaldo pela Juventus deve acontecer no dia 19 de agosto

“Tivemos de tomar a decisão, havia diferentes aspectos para considerarmos, incluindo a sua idade (30 anos). Eu não sabia de todos os problemas, mas Di Francesco decidiu que a hora dele havia chegado”. 

Relembre o caso Malcom

Roma e Bordeaux anunciaram a transferência do brasileiro na segunda-feira (23) em suas redes sociais.

Malcom já estava no aeroporto indo para a Itália quando recebeu uma ligação dizendo que o Barcelona havia feito uma proposta, e que ele não devia viajar.

Leia também: Barcelona dá chapéu na Roma e anuncia contratação de Malcom

No dia seguinte, o Barcelona anunciou a contratação de Malcom 41 milhões de euros, com mais um milhão de euros variáveis. Os catalães ofereceram pelo menos seis milhões a mais do que o presidente da Roma havia oferecido. 

    Leia tudo sobre: Futebol