Tamanho do texto

Craque foi apresentado ao lado de dirigentes da Juventus, recebeu a camisa 7 e concedeu entrevista: "Foi uma decisão fácil pela dimensão do clube"

Após realizar exames médicos no início desta segunda-feira , o português Cristiano Ronaldo foi oficialmente apresentado como novo jogador da Juventus , em Turim, nesta tarde. Ele assinou contrato válido pelos próximos quatro anos e foi adquirido junto ao Real Madrid por 100 milhões de euros (cerca de R$ 450 milhões). O craque irá se juntar aos novos companheiros no próximo dia 30 e o primeiro jogo está previsto para o dia 12 de agosto.

Cristiano Ronaldo foi oficialmente apresentado como jogador da Juventus
Reprodução/Twitter/juventusfc
Cristiano Ronaldo foi oficialmente apresentado como jogador da Juventus

Descontraído, Cristiano Ronaldo falou sobre como foi decidir trocar o clube espanhol, onde jogou por nove temporadas, pelo italiano. Para ele, a decisão foi fácil, já que a Juventus é um dos maiores clubes do mundo. Além disso, revelou que está confiante para ter o mesmo sucesso que alcançou nos outros clubes que jogou.

"Foi fácil. Foi uma decisão fácil. Vendo o poder que tem a Juventus. Um dos melhores times do mundo. Foi uma decisão que já vem há muito tempo. Como dizia a companheiros próximos. Já há algum tempo atrás, desde que era criança. Foi uma decisão fácil pela dimensão que tem o clube. Foi um passo importante na minha carreira. Primeiro clube italiano, um clube habituado a ganhar, com grandes jogadores. Foi uma decisão fácil", afirmou.

"Gosto de pensar no presente. É espetacular, gosto de jogar futebol. Minha etapa no futebo começou jovem. Gosto de desafios, foi o que aconteceu no Sporting, United, Real e agora Juventus. Tem sido uma carreira de sonho, que nunca esperava ter feito, ganhar o que ganhei. Estou preparado, muito preparado. As coisas vão correr bem, como correram nos outros clubes. Estou confiante que as coisas vão correr bem", acrescentou.

CR7 também foi perguntado sobre outras propostas, mas disse que preferiu continuar em um grande mercado. Fora isso, confessou que irá continuar jogando na seleção portuguesa sempre que for convocado.

"Nada triste. Venho para um desafio no clube grande. Houve para outros países, Catar, China, com todo respeito. Venho para um clube grande, estou muito feliz, agradecido a Juventus por me dar a oportunidade de continuar a minha brilhante carreira. Nunca dei as costas para o meu país, sempre que tiver oportunidade de ajudar meu país. Vou continuar a ter uma etapa bonita aqui e também na seleção nacional", ponderou o craque.

Como todos sabem, Cristiano é muito focado e sempre está em busca de novos desafios em sua carreira, e a escolha pela Juve foi justamente por isso: "Sei que é uma liga difícil, muito tática, mas gosto de provar outras coisas. Sei que vai ser difícil, mas minha carreira nunca foi fácil. Nunca consegui nada sentado em casa ou debaixo de uma bananeira. Espero que as coisas possam correr bem, ter um pouco de sorte. Estou confiante em um futebol, na Juventus, meus companheiros. Vou dar meu melhor. Sei que é um desafio difícil, mas estarei preparado", revelou.

CR7 também falou sobre o principal objetivo do seu novo clube, que é conquistar a Liga dos Campeões. Ele fez questão de ressaltar as dificuldades para vencer o maior campeonato de clubes do mundo, mas também lembrou que a equipe de turim chegou à duas finais recentemente.

"Sei que a Liga dos Campeões é um troféu que todas as equipes querem ganhar. Como disse meu presidente, não é uma opção, mas uma das prioridades do clube. Vamos lutar por todos os troféus e ver o que acontecerá. Temos que estar tranquilos, jogar nosso futebol. A Champions é uma competição muito difícil para ganhar. Espero ajudar. A Juve esteve em duas finais, não ganhou porque finais são incógnitas. Deve-se deixar as coisas fluir de uma maneira natural e ver o que a sorte nos dará", opinou o camisa 7.

Leia também: Em comunicado, Real Madrid descarta fazer proposta por Neymar

Confira outros trechos da entrevista coletiva de Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo chegando na Juventus
Ansa/Divulgação
Cristiano Ronaldo chegando na Juventus

Torcedores do Real tristes e da Juve felizes

"Como disse antes, tive uma história brilhante no Real Madrid. Um clube que me ajudou, mas esta é uma nova etapa da minha vida. Agradeço a todos os torcedores, mas vou me dedicar a essa nova etapa. Estou muito feliz, muito motivado, não vejo a hora de começar a jogar. Quero demonstrar aos italianos que sou um jogador de alto nível. Vou me preparar bastante. Acho que não preciso mostrar nada para ninguém. Sou ambicioso e gosto de novos desafios, não de ficar na zona de conforto. Depois do que fiz pelo United e Real, quero deixar uma marca na história da Juventus. Nunca fico satisfeito, espero que tudo saia da melhor maneira. E ter um pouco de sorte, que ajuda, mas é preciso correr atrás dela também."

Recepção na Juventus

"Foi um momento bonito, especial, espetacular. Ser recebido dessa maneira é sempre muito bom, dá motivação para começar bem no meu time. Quero agradecer pela forma que me receberam, tentarei dar a resposta dentro de campo. É isso que sei e vou tentar fazer. Obrigado a quem esteve no aeroporto, estádio, no CT. Muito obrigado, 'grazie mille'."

Jogar em alto nível aos 33 anos

"Naquela noite não passava pela cabeça jogar em um clube desta dimensão, nunca passou pela cabeça. Mas obrigado ao presidente e à Juventus por apostar em mim. É uma forma de verem que idade não é tão importante assim. Se estiver bem fisicamente e mentalmente, não é um fator. E não foi, a transferência e os números me deixam orgulhosos. Estar neste patamar é uma motivação. Se ninguém consegue chegar, eu consigo. Sou diferente de todos os outros. Com 33 ou 34 anos estão acabados, e eu não. Isso me deixa feliz, mostra que sou diferente de todos os outros. Estou horando pelo clube apostar em mim, independentemente de eu ter 23 anos. Ah, não, desculpe, são 33 (risos)."

Desejo de estrear

"Já tive a oportunidade de conhecer meu treinador, instalações, tudo. Os exames foram todos bem. E vou começar a treinar no dia 30, e obviamente o que quero é começar a liga, o primeiro jogo no dia 12."

Rivalidade com Messi e 'novos' rivais

"Eu não tenho rivalidade contra jogadores, nunca tive. Nunca foi uma ética de vida me comparar com outros. Vamos tentar bater as outras equipes, tentar ganhar os jogos. É meu grande desafio durante a liga. Foi um desafio bonito com relação ao Messi. Acho que todos vocês gostam, e foi interessante. Mas não via como rivalidade, cada um defendia suas cores. Como aqui cada um defenderá suas cores, e no final das contas veremos os melhores."

Leia também: CR7 pede e Juventus já separa R$ 225 milhões para contratar o lateral Marcelo

Novo salário

De acordo com a mídia espanhola, Cristiano Ronaldo irá receber 30 milhões de euros (cerca de R$ 135,7 milhões) por temporada. Assim, ele se tornará o terceiro jogador mais bem pago do futebol mundial. À frente dele, apenas Lionel Messi (R$ 180,9 milhões) e Neymar (R$ 162,8 milhões).

    Leia tudo sobre: futebol