Tamanho do texto

Com gols de Bale (2) e Benzema, Real Madrid dominou a partida após a lesão de Salah e garantiu o título com falhas bizarras do goleiro Karius

O jogo entre Real Madrid e Liverpool teve tudo que se pode esperar em uma final de Liga dos Campeões . Teve golaço de Bale , falhas inacreditáveis do goleiro, tensão após a lesão de craque, bolas na trave e muita emoção.

Leia também: Veja lance a lance a vitória que deu o título da Liga dos Campeões para o Real Madrid

Golaço de Bale, falhas de Karius e lesão de Salah marcaram final entre Real Madrid e Liverpool
Divulgação/Uefa Champions League
Golaço de Bale, falhas de Karius e lesão de Salah marcaram final entre Real Madrid e Liverpool

Com a vitória por 3 a 1, o Real Madrid conquistou o terceiro título seguido da Liga dos Campeões e o décimo terceiro da sua vitoriosa história. Dessa vez, Cristiano Ronaldo não brilhou e o time merengue contou com falhas de Karius e uma pintura de Bale para se sagrar campeão.

Após um primeiro tempo marcado pela lesão de Salah, que machucou o ombro em lance imprudente de Sergio Ramos, e teve que deixar o gramado com apenas 28 minutos de bola rolando. Na segunda etapa, Karius errou ao sair jogando, Benzema foi mais esperto e abriu o placar. O Liverpool empatou com Mané, depois de lance de escanteio. No entanto, Bale entrou para mudar o panorama da partida. Aos 18 fez um golaço de bicicleta, com assistência de Marcelo, e depois arriscou de longe e contou com um frango inacreditável do goleiro adversário para fechar o caixão.

O jogo

Zidane escalou o Real Madrid com dois atacantes, na formação que o clube atuou durante a maior parte da temporada. Com Cristiano Ronaldo e Benzema na frente de Isco, o clube espanhol escalou a equipe ideal, já que não tinha desfalques.

Joa o Liverpool apostava na velocidade do trio ofensivo, formado por Salah, Mané e Firmino. O unico desfalque da equipe inglesa é o meia Oxlade-Chamberlain, que se lesionou durante a temporada e só retorna aos gramados após a Copa do Mundo.

Os dois times começaram sem medo, buscando criar as melhores oportunidades desde o pontapé inicial. Aos dois minutos o Real tentou cruzamento na área com Carvajal, mas Karius saiu bem de soco e afastou o perigo. A resposta do Liverpool respondeu aos seis. Firmino dominou a bola na intermediária e teve muita visão de jogo para dar um passe incrível para Mané, nas costas da zaga. No entanto, Navas saiu bem do gol para interceptar o passe no último segundo.

O Liverpool ficava mais com a bola e pressionava o Real no campo defensivo, mas o time espanhol tinha boas oportunidades de armar um contra-ataque em velocidade. Aos 15 minutos, Cristiano Ronaldo avançou pela direita e mandou uma bomba, mesmo sem ângulo, e a bola passou perto do travessão adversário.

Sete minutos depois, Firmino recebeu na área e teve a sua primeira oportunizade de finalizar. O brasileiro dominou de costas para o gol, girou, mas chutou em cima de Sergio Ramos. No rebote, Alexander-Arnold chutou cruzado e Navas caiu bem para fazer uma defesa providencial.

Dois minutos depois, o primeiro lance crucial da partida. Sergio Ramos segurou o braço de Salah e se jogou ao chão quando o atacante tentava disparar em velocidade. Na queda, o egípcio caiu com o ombro embaixo do corpo do zagueiro e ficou sentindo muitas dores. Chegou a pedir atendimento e tentar voltar para a partida, mas aos 28 não deu mais para o craque. Ele caiu no gramado chorando de dor e teve que ser substituído, indo direto para o vestiário.

Golaço de Bale, falhas de Karius e lesão de Salah marcaram final entre Real Madrid e Liverpool
Divulgação/Uefa Champions League
Golaço de Bale, falhas de Karius e lesão de Salah marcaram final entre Real Madrid e Liverpool

O lesão de Salah teve um efeito imediato no Liverpool. O time perdeu a intensidade que tinha, parecendo que parte da confiança sumiu.

Aos 34, foi a vez do Real Madrid perder um jogador por lesão. Carvajal sentiu alguma coisa quando corria para disputar a bola e teve que ser substituído por Nacho. O lateral espanhol e o atacante egípcio estavam convocados pelas suas seleções para a disputa da Copa do Mundo. As duas seleções até podem se enfrentar em um possível confronto nas oitavas de final.

O Real Madrid pressionava, tomava o controle da posse e até chegou a colocar a bola no fundo das redes, mas Benzema estava em posição irregular. Após cruzamento de Isco, CR7 ganha no alto e Karius consegue fazer a defesa parcial, mas o atacante francês aproveita o rebote para empurrar a bola para o gol. No entanto, os dois jogadores ofensivos do time espanhol estavam em impedimento quando encostaram na bola.

O último bom lance da primeira etapa veio com um chute de primeira de Nacho, que entou bem na partida e acertou a rede pelo lado de fora. O juiz apitou o final de um primeiro tempo marcado pela lesão de Salah e com o zero a zero no placar.

Leia também: Neymar revela desejo de trabalhar com técnico Pep Guardiola: "É o diferente"

O jogo voltou do intervalo da mesma forma que o primeiro tempo terminou, com o Real Madrid criando as melhores chances. Logo aos dois minutos, Isco aproveita a bola que ficou sem dono na área e finalizou tiranto de Karius, mas a bola pegou no travessão e a zaga do Liverpool afastou o perigo.

Três minutos depois, um dos gols mais inacreditáveis da história das finais da Liga dos Campeões. Após tentativa de lançamento para Benzema, Karius chega antes e consegue segurar a bola. Na hora de sair jogando, o goleiro tenta lançar para o zagueiro, mas Benzema é mais ligeiro e estica a perna para interceptar o passe. A bola bate no pé do francês e vai rolando lentamente para o gol do Liverpool. Uma falha bizonha do arqueiro da equipe inglesa.

Golaço de Bale, falhas de Karius e lesão de Salah marcaram final entre Real Madrid e Liverpool
Divulgação/Uefa Champions League
Golaço de Bale, falhas de Karius e lesão de Salah marcaram final entre Real Madrid e Liverpool

Só que a alegria dos torcedores do Real e a reclamação dos torcedores do liverpool duraram pouco. Aos nove minutos, Milner cobra escanteio, Loven sobre mais alto que a defesa espanhola e consegue cabecear na direção do gol. Navas ia fazer a defesa, mas Mané se estica para desviar e tirar todas as chances de defesa do arqueiro. Foi o empate do Liverpool em Kiev.

Golaço de Bale, falhas de Karius e lesão de Salah marcaram final entre Real Madrid e Liverpool
Divulgação/Uefa Champions League
Golaço de Bale, falhas de Karius e lesão de Salah marcaram final entre Real Madrid e Liverpool

Aos 15 minutos, Zidane resolve mudar e tirar Isco, que era um dos melhores da equipe, criando boas jogadas e sendo o jogador que tentava algo diferente. No seu lugar, Bale entrou para dar mais força ofensiva e poder de finalização. O galês não precisou de três minutos para mostrar que a ideia do técnico foi acertada.

Marcelo foi a linha de fundo e cruzou de perna direita. A bola não foi como o brasileiro queria, indo perto da meia lua. Só que Bale uniu bom posicionamento, coragem e habilidade. Virou de costas para o gol e deu uma bicicleta, sem chances para Karius. Um verdadeiro golaço na final da Liga dos Campeões. Zidane ficou incrédilo na área tecnica enquanto os jogadores foram correndo comemorar com o galês.

A resposta do Liverpool também não demorou. Aos 24 minutos Mané levou para o meio e soltou a bomba com o pé esquerdo. A bola desvia e para na trave esquerda de Navas. Ele leva a as mãos à cabeça, lamentanto a falta de sorte.

Com a vantagem no placar, o Real começou a ter mais calma e ficar mais com a posse de bola, diminuindo o tempo que o Liverpool teria para tentar empatar a partida. 

Aos 37 minutos, Karius ajudou o Real Madrid novamente. Bale dominou na ponta direita, levou para o meio e arriscou de muito longe. A bola foi no meio do gol e parecia uma defesa fácil para o goleiro. O alemão resolveu tentar segurar a finalização, mas a bola passou entre as suas mão e foi parar no fundo da rede. Mais um lance inacreditável do arqueiro, que foi o pior da partida em Kiev.

UEFA CHAMPIONS LEAGUE 2018 🏆 #CHAMP13NS | #HalaMadrid

Uma publicação compartilhada por Real Madrid C.F. 🏆 (@realmadrid) em

Leia também: Copa é vitrine! Veja jogadores que podem trocar de clube após o Mundial

Com a vantagem de dois gols, o Liverpool não conseguiu criar nenhuma chance clara de gol e se abateu. O Real Madrid teve apenas que esperar o tempo passar para confirmar a conquista de mais um título europeu, o terceiro de forma seguida. Hala Madrid y nada más.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.