Tamanho do texto

Federação local seguiu o exemplo da Noruega e decidiu equiparar os ganhos; pesquisa mostra que salário de Neymar equivale ao de atletas de sete ligas

A Federação de Futebol da Nova Zelândia anunciou nesta terça-feira que os salários , prêmios e direitos de imagens das seleções masculina e feminina serão equiparados. Além disso, as atletas terão direito a viagens em classe executiva, o que já acontece para os homens

Leia também: Clube da Inglaterra vai pagar salário igual para time masculino e feminino

A seleção feminina de futebol da Nova Zelândia ocupa 20ª posição no ranking da Fifa, enquanto a masculina, a 133ª
Reprodução
A seleção feminina de futebol da Nova Zelândia ocupa 20ª posição no ranking da Fifa, enquanto a masculina, a 133ª

O diretor geral da federação, Andy Martin, afirmou que o fato é um "momento chave" para o futebol da Nova Zelândia . Vale ressaltar que a seleção feminina, chamada de Football Ferns, ocupa a 20ª posição no ranking da Fifa, e a masculina, conhecida por All Whites, aparecem em 133º na lista da entidade máxima do futebol.

"As Football Ferns são modelos para as 30 mil jogadores em todo o país", disse Martin. "É importante reconhecer sua contribuição e firmar um acordo revisado. É um momento emocionante para o futebol neste país".

Leia também: Entenda por que o papa Francisco terá que torcer para o Real Madrid na Champions

Sendo assim, a Nova Zelândia segue o exemplo da Noruega, que equiparou os salários recentemente das seleções masculina e feminina. No acordo, assinado ano passado, foi definido que todos e todas ganhariam cerca de R$ 2,4 milhões cada em 2018.

Disparidade

Os números recentes da pesquisa anual de salário do Sporting Intelligence apontaram que o salário de Neymar, atacante do PSG e da seleção brasileira, é aproximadamente igual ao de todas as 1.693 jogadoras nas principais ligas da França, Alemanha, Inglaterra, Estados Unidos, Suécia, Austrália e México juntas.

Leia também: Irmão de Pogba abandona jogo no fim e depois apanha dos companheiros; vídeo

No Reino Unido, os salários altos dos jogadores de futebol fizeram com que a diferença entre homens e mulheres fosse ainda maior do que a existente nos bancos. O Manchester City, atual campeão inglês, disse que as mulheres ganham 88% a menos que os homens por hora. A atitude da Nova Zelândia é de muita importância em busca de mais igualdade.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.