Tamanho do texto

Jogador brasileiro evitou comparações com o ídolo do time catalão assim como já havia negado qualquer semelhança com o compatriota Neymar

Philippe Coutinho chegou ao Barcelona em janeiro de 2018, por cerca de R$ 622 milhões
Reprodução
Philippe Coutinho chegou ao Barcelona em janeiro de 2018, por cerca de R$ 622 milhões

O segundo jogador mais caro da história do futebol mundial , Philippe Coutinho deixou o Liverpool em janeiro de 2018. Para trazer o brasileiro, o Barcelona desbancou 60 milhões de euros, valor equivalente a cerca de R$ 622 milhões. O novo atleta da equipe, no entanto, chegou a ser apontado como o substituto de Neymar e mais recentemente, de Andrés Iniesta.

Leia também: Coutinho vira piada na internet após classificação do Liverpool; veja memes

Com a saída do jogador espanhol depois de 22 anos no clube da Catalunha, Coutinho é visto como o nome para suprir as necessidades deixadas pelo experiente Iniesta . No entanto, o ex-Liverpool parece não gostar desta comparação e além disso, ainda exaltou o ídolo do time. "Substituir? Não tem nada a ver porque cada um é um jogador, e substituir Iniesta é impossível. Só existe um no mundo, ele é único", disse ao jornal Sport .

Leia também: Philippe Coutinho tem casa roubada e carro guinchado em Barcelona

Ao jornal Mundo Deportivo , Philippe Coutinho já havia comentado sobre a possível substituição do compatriota camisa 10 do PSG. "Muita gente diz isso de que vim ocupar o lugar dele no tridente com Suárez e Messi, mas penso diferente. No final, jogamos com 11 em campo e somos uma equipe. Eu e Neymar somos jogadores diferentes, cada um com as suas características. Espero ajudar do meu jeito e fazer o melhor possível", disse.

Leia também: Philippe Coutinho sobre Neymar no Barcelona: "Seria muito bom que voltasse"

Amizades no Barça

Luis Suárez e Philippe Coutinho juntos novamente, desta vez, com a camisa do Barça
Reprodução
Luis Suárez e Philippe Coutinho juntos novamente, desta vez, com a camisa do Barça

Em entrevista ao  Sport , o camisa 14 do  Barcelona  contou que antes de fechar negócio com o clube, chegou a receber referências do patriota Paulinho e do uruguaio Luis Suárez. Este último, inclusive, já havia sido seu companheiro de equipe na Inglaterra. "Estivemos juntos no Liverpool durante um bom tempo. Quando cheguei lá na Inglaterra, ele me ajudou muito. Outros jogadores também, mas sobretudo os que falavam espanhol ou português, que são idiomas parecidos. Estávamos sempre juntos e criamos uma grande amizade", disse Coutinho .

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.