Tamanho do texto

Argentino de 30 anos abriu a possibilidade de sair do clube; ele também falou sobre a chegada de Neymar, ida para o banco de reservas e clima no vestiário

No Paris Saint-Germain desde 2015, o argentino Ángel Di Maria, em entrevista para a revista Frande Football , revelou que, apesar de se sentir bem no clube, não garante que continuará por lá na próxima temporada.

Leia também: Para Ronaldo, "é impossível" Neymar ir para o Real Madrid no momento

O atacante Di Maria revelou que não sabe se vai continuar jogando no Paris Saint-Germain
Reprodução/Twitter/PSGbrasil
O atacante Di Maria revelou que não sabe se vai continuar jogando no Paris Saint-Germain

"Eu não sei (sobre continuar no PSG ). O futebol é muito estranho. Estou feliz aqui, mas o clube precisa trazer jogadores e, para isso, ele tem que vender outros", afirmou Di Maria , que completou 30 anos em fevereiro.

O jogador também falou sobre ter ficado no banco de reservas após a chegada de Neymar e Mbappé, que passaram a compor o ataque titular ao lado de Cavani. Ele mostrou-se decepcionado por ter sido preterido no primeiro duelo contra o Real Madrid, pelas oitavas da Liga dos Campeões.

"Fiquei muito decepcionado por não estar entre os titulares, pois estava em uma boa fase. Tive a sensação de que eu deveria ter jogado ou pelo menos entrado, mas não tive oportunidade", afirmou o argentino.

Leia também: Messi com 1000 gols? Jornal aponta que milésimo saiu neste domingo

Confira abaixo outros pontos da entrevista

Chegada de Neymar

"Ele trouxe um plus para o PSG e o Campeonato. Ele fez impressionantes seis meses ao lado de Edi (Cavani), Kylian (Mbappé) e os outros que jogaram ao seu lado. Teve a infelicidade de se machucar."

Clima no vestiário

"Nós falamos muito, mas no vestiário, sabemos o que realmente é. Quando estamos entre nós, somos nós e nada mais. Nós todos atiramos na mesma direção, todos nós queremos ganhar a Liga dos Campeões, Ligue 1, a Copa da França..."

Nível do Campeonato Francês

"Quando jogamos fora, nos deparamos com equipes experiente e, se não estamos 100%, é difícil vencer. Contra o Saint-Etienne (1-1), saímos de uma boa série e não conseguimos fazer melhor que um empate. O campeonato mais parecido com a Ligue 1 é o de Portugal. Como aqui, é uma competição muito física"

Chances do PSG na Liga dos Campeões

"Acho que não perdemos nada: temos os jogadores certos para vencer a Liga dos Campeões. Nos últimos anos, mostramos que o PSG pode realizar grandes coisas, mesmo que não soubéssemos como arriscar quando chegamos (...) Cometemos erros que nos levaram a sermos eliminados duas vezes nesta fase da competição."

Leia também: Roberto Mancini está próximo de acordo com Federação para ser técnico da Itália

Di Maria tem 30 anos e chegou à Europa em 2007, para jogar no Benfica, após se destacar no Rosário Central. Depois, passou por Real Madrid, Manchester United e está no PSG desde 2015.

    Leia tudo sobre: futebol