Tamanho do texto

Ramón Rodríguez Verdejo explicou o verdadeiro motivo de ter permitido a transação do jogador egípcio para o clube do Campeonato Inglês

Mohamed Salah, atacante do Liverpool, é considerado um dos melhores jogadores da atualidade
Reprodução/Twitter
Mohamed Salah, atacante do Liverpool, é considerado um dos melhores jogadores da atualidade

Em junho de 2017, Mohamed Salah deixou a Roma e assinou com o Liverpool por 42 milhões de euros, o equivalente a R$ 179 milhões. O desempenho do egípcio, no entanto, vem chamando a atenção do mundo todo e faz com que ele seja considerado um dos melhores jogadores da atualidade. Não só isso, é alvo de grandes clubes, que querem trazer o atacante para seus respectivos times.

Leia também: Treinador do Liverpool: "Vamos treinar nus. Eles só estão olhando para o Salah"

Em uma entrevista à rádio espanhola Onda Cero , o diretor da Roma explicou o motivo de venda de Salah . Segundo Ramón Rodríguez Verdejo, o Monchi, a transação do jogador do Egito aconteceu por conta do fair play financeiro da Uefa, entidade responsável pelo futebol na Europa.

"Quem vendeu Salah fui eu, tenho que assumir a realidade. O vendi por um pouco mais de 42 milhões de euros, mas há uma explicação. Nós tínhamos que vender sim ou sim, antes de 30 de junho, e se não tivéssemos feito, não estaríamos nestas semifinais", alegou o dirigente do clube italiano, se referindo à fase da Liga dos Campeões . "Tínhamos um controle da Uefa muito exigente e havia a necessidade de vender. Quando cheguei, havia uma oferta de 30 milhões de euros, e praticamente chegamos aos € 50 milhões com bônus. Era o que podíamos fazer".

"O mercado ficou louco com Neymar, Coutinho e Dembélé e, depois, Salah fez uma temporada magnífica. Parabéns ao Liverpool por o ter contratado. Não tínhamos alternativa, tínhamos de negociá-lo antes de 30 de junho", completou.

Leia também: Salah pode gerar prejuízo milionário à empresa telefônica por cada gol feito

Atuação de Salah contra Roma é destaque na imprensa

Mohamed Salah sai de campo muito aplaudido após atuação monstruosa pelo Liverpool diante da Roma
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague
Mohamed Salah sai de campo muito aplaudido após atuação monstruosa pelo Liverpool diante da Roma

O show do egípcio Mohamed Salah, do Liverpool, foi o grande destaque na imprensa britânica e italiana, após a vitória do clube inglês por 5 a 2 sobre a Roma, pelo jogo de ida das semifinais da Liga dos Campeões.

O jornal britânico  Daily Mail  comentou positivamente sobre a atuação do atleta de 25 anos, que anotou dois gols e deu duas assistências. A publicação ainda comparou Salah com o craque argentino Lionel Messi.

Leia também: Melhor jogador da Premier League, Salah entra na mira do Real Madrid

Sky Sports  e o  Daily Mirror  também se renderam a atuação do egípcio, além de darem destaque para a vitória do Liverpool. No entanto, os dois veículos alertaram sobre uma possível reação da Roma no segundo e decisivo jogo.

Os destaques da  BBC  foram quase os mesmos do restante da imprensa britânica, mas o comentarista Robie Savage disse que "é preciso dar a Bola de Ouro" para Salah . Por falar nisso, está mais do que claro que o egípcio está na briga pelo posto de melhor do mundo, principalmente com o português Cristiano Ronaldo e pode ser aquele que irá destronar CR7 e Messi, que levam o troféu desde 2008.

    Leia tudo sobre: futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.