Expulso por reclamar do pênalti no último minuto que enterrou o "milagre" da Juventus no Santiago Bernabéu, o goleiro Gianluigi Buffon afirmou que o juiz inglês Michael Oliver tem uma "lata de lixo no lugar do coração".

Leia também: Real Madrid sofre com Juve, mas avança com pênalti aos 48; Bayern vai à semi

Buffon Real Madrid x Juventus
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague
Buffon Real Madrid x Juventus

De cabeça mais fria, Buffon reconheceu que o Real Madrid "merecia" a classificação, mas não poupou críticas ao árbitro da partida.

"O juiz teve o cinismo de quebrar o sonho de uma equipe. Não sei se o fez por hábito ou por falta de personalidade, mas um ser humano não pode decretar a desclassificação de um time. Uma pessoa assim tem uma lata de lixo no lugar do coração", atacou.

O pênalti em questão foi marcado aos 47 minutos do segundo tempo, quando a Juve derrotava o Real Madrid por 3 a 0 e levava o duelo para a prorrogação. "O árbitro devia ter tido a sensibilidade para entender o desastre que estava fazendo", acrescentou.

Você viu?

Leia também: Veja dez curiosidades de Manolas, autor do gol da Roma que eliminou o Barcelona

Já o presidente bianconero, Andrea Agnelli, cobrou a implantação do árbitro de vídeo - já utilizado na Série A - em competições europeias. "O processo de implantação do VAR [sigla em inglês para árbitro de vídeo] nas copas deve ser acelerado. Aqui se trata de seguir adiante após ter amplamente merecido, não de vencer ou perder", declarou o cartola.

Agnelli também criticou o ex-juiz italiano Pierluigi Collina, responsável pela arbitragem da Uefa. "Precisamos fazer uma reflexão sobre o designador de juízes [Collina] e sobre sua evidente vaidade", disse o presidente da Juve, acusando Collina de prejudicar equipes italianas a troco de mostrar "imparcialidade". 

O lance

cristiano ronaldo sem camisa real madrid x juventus
Reprodução
cristiano ronaldo sem camisa real madrid x juventus

A classificação do Real Madrid veio aos 48 minutos. Lucas Vázquez dominou a bola no peito, quase na pequena área, e Benatia chegou por trás cometendo pênalti. Todos os jogadores do time italiano foram para cima do juiz reclamando da marcação. O mais revoltado era o goleiro Buffon, que estava do lado do lance. Por reclamação, o árbitro decidiu expulsar o goleiro com um cartão vermelho direto.

Leia também: Balbuena ironiza Palmeiras após pedido para anular final: "Não era Paulistinha?"

Para defender o pênalti, a Juve tirou Higuaín e colocou o polonês Szczesny. No entanto, o goleiro não conseguiu parar a bela cobrança de Cristiano Ronaldo, que deu a classificação ao Real Madrid. Foi a décima primeira partida seguida do clube na Liga dos Campeões com um gol do portugês. Buffon fez falta embaixo das traves.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários