Tamanho do texto

Atacante sueco vai deixar a Inglaterra rumo ao futebol norte-americano, onde receberá 1,5 milhões de dólares por ano

Zlatan Ibrahimovic está de malas prontas para a Califórnia
Divulgação
Zlatan Ibrahimovic está de malas prontas para a Califórnia

Zlatan Ibrahimovic está com seus dias contados na Inglaterra. Pelo menos foi a informação dada pela emissora britânica BBC , que afirmou que o Manchester United já liberou o sueco. Assim, o jogador que acaba de se recuperar de uma grave lesão no joelho está de malas prontas para os Estados Unidos.

Leia também: Messi na MLS? Craque cogita jogar no time de David Beckham nos Estados Unidos

O contrato de Ibrahimovic com o United vai até o dia 30 de junho, no entanto, o clube está disposto a liberar o atleta, já que não vem sendo utilizado por José Mourinho. A última aparição do jogador foi em dezembro de 2017, pelo Campeonato Inglês, e a ida à MLS vem sendo cogitada há algum tempo.

De acordo com a emissora, o atacante vai fechar negócio com o Los Angeles Galaxy , ex-time de David Beckham e Landon Donovan. A revista norte-americana Sports Illustrated garantiu, inclusive, que o jogador de 36 anos de idade já assinou com o time dos Estados Unidos. Com contrato válido até 2019, Ibrahimovic receberá 1,5 milhões de dólares por ano, valor máximo permitido pela liga para pagamento de um atleta.

Leia também: Se sentindo desvalorizado, Ibrahimovic acusa imprensa sueca de racismo

Copa do Mundo

O atacante Zlatan Ibrahimovic pode ser a grande surpresa da seleção da Suécia na convocação para  Copa do Mundo  de 2018. Em conversa com a imprensa do seu país na inauguração do seu novo centro de pádel, um esporte semelhante ao tênis, na cidade de Estocolmo, o veterano não descartou essa possibilidade.

“Vamos ver, essa é uma pergunta difícil. Eu quero sentir que posso jogar bem e render dentro de campo", disse. "Eu não quero ir só porque só pelo meu nome. A porta não está fechada para nada", comentou o jogador do Manchester United, que se aposentou da seleção nacional após a eliminação na Euro 2016.

Leia também: Ibrahimovic se torna o primeiro jogador a disputar a Champions por sete clubes

Maior artilheiro da Suécia com 62 gols em 116 jogos, Ibrahimovic afirmou também sentir falta da seleção. "Eu sinto falta da seleção. Quando você joga na equipe por 20 anos e então você não está mais nela, e você vê os outros jogando na seleção, é difícil. É difícil, no geral, quando você pensa que está lesionado e não está jogando. Eu quero jogar, com o clube, com a seleção", disse.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.