Tamanho do texto

Gérard Saillant foi escolhido pelo clube da capital francesa para acompanhar a cirurgia do camisa 10, que será realizada por médico da seleção brasileira

O médico Gérard Saillant é um nome muito conhecido no mundo dos esportes, já tendo operado Ronaldo e Schumi
Reprodução
O médico Gérard Saillant é um nome muito conhecido no mundo dos esportes, já tendo operado Ronaldo e Schumi

O Paris Saint-Germain já confirmou que Neymar vai fazer uma cirurgia após a lesão no quinto metatarso do pé direito, sofrida no clássico contra o Olympique de Marselha pela 27ª rodada do Campeonato Francês. A operação vai acontecer no hospital Mater Dei, em Belo Horizonte (MG), e será realizada pelo médico da seleção brasileira Rodrigo Lasmar. Por indicação do clube da França, estará presente também o médico Gérard Saillant.

Leia também: Presidente do PSG fala sobre decisão de cirurgia de Neymar: "A melhor opção"

Aos 72 anos de idade, o francês tem um nome conhecido e respeitado no mundo dos esportes. O médico especializado em cirurgia ordopédica foi o responsável pela operação de Ronaldo , em abril de 2000. Na ocasião, o então atacante da Inter de Milão rompeu o tendão patelar durante partida da Copa da Itália contra a Lazio. Cinco meses antes do incidente, o brasileiro já havia passado por uma cirurgia com a equipe de Saillant por conta de ruptura no mesmo local.

Leia também: "Neymar é a peça chave da seleção e o melhor jogador do mundo", afirma Pelé

Gérard Saillant foi também quem operou o sete vezes campeão do mundo de Fórmula 1 Michael Schumacher . Alguns meses antes do caso de Ronaldo Fenômeno, o piloto alemão quebrou sua perna direita depois de uma batida durante o GP da Inglaterra, em Silverstone. Além disso, a confiança na família de Schumi fez com que o profissional da medicina estivese também presente quando o ex-atleta da Ferrari sofreu o grave acidente de esqui, em dezembro de 2013.

No ano de 2014, o cirurgião esteve envolvido também no tratamento do piloto francês Jules Bianchi, que sofreu um acidente no GP do Japão. O jovem, na época com 25 anos de idade, ficou em estado vegetativo por vários meses e depois faleceu.

Leia também: "Neymar exagera na encenação e vê-lo jogar pela TV me irrita", afirma adversário

Carreira

O médico foi chefe da equipe de medicina do Comitê Olímpico da França em três Jogos Olímpicos (Los Angeles 1984, Seul 1988 e Barcelona 1992), consultor do Ministério do Esporte do país e também da Federação Francesa de Automobilismo. Atualmente, Gérard Saillanté presidente da Comissão Médica da Federação Internacional de Automobilismo e do Instituto FIA.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.