Tamanho do texto

Itália vai ficar sem participar do Mundial pela primeira vez em 60 anos; zagueiro da seleção Azurra culpou o treinador do Manchester City

Giorgio Chiellini, zagueiro da Juventus e da seleção italiana de futebol
Reprodução
Giorgio Chiellini, zagueiro da Juventus e da seleção italiana de futebol

O zagueiro da Juventus e da seleção italiana, Giorgio Chiellini, apontou um culpado pela eliminação da Itália para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia: Pep Guardiola. Em entrevista ao jornal britânico Daily Mail , o jogador explicou que o estilo de jogo do treinador do Manchester City influenciou de forma negativa os comandantes italianos, principalmente no setor defensivo que, teoricamente, era o ponto forte da Itália.

LEIA TAMBÉM: Buffon completa 40 anos e recebe homenagens de companheiros e da Juventus

"Pep Guardiola estragou e arruinou o defensor italiano. Ele é um treinador fantástico com uma mente fantástica, mas os técnicos italianos tentam copiá-lo sem o mesmo conhecimento e, nos últimos dez anos, perdemos a nossa identidade", explicou Chiellini .

Ainda de acordo com italiano, o setor defensivo da Azzurra - de grandes zagueiros do passado do "calcio", como Franco Baresi, Paolo Maldini, Alessandro Nesta, Giuseppe Bergomi, Claudio Gentile e entre outros - perdeu suas características. Para o zagueiro da Juventus, nenhum grande jogador na posição "foi lançado nos últimos 10 anos". Ele ainda explicou que seu ex-companheiro de equipe Leonardo Bonucci é o único que ainda representa os tempos áureos do setor defensivo da Itália .

LEIA TAMBÉM: Comitê Olímpico nomeia comissário para chefiar futebol italiano temporariamente

Depois de sucumbir para a Suécia nos playoffs das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, a seleção italiana ficou pela primeira vez em 60 anos de fora de um Mundial. O vexame da Azzura resultou na demissão do treinador da seleção, Giampiero Ventura, e na renúncia do presidente da Federação Italiana de Futebol, Carlo Tavecchio.

Chiellini ainda afirmou que o mês da Copa do Mundo será uma "adaga no estômago" e que não vai assitir nenhum jogo da Copa do Mundo pela televisão, apenas irá "checar os resultados". Aos 33 anos, Chiellini foi revelado pelo Livorno e após uma rápida passagem pela Fiorentina. Em 2005 chegou na Juventus , clube que está até hoje. Pela seleção italiana, o zagueiro possui 96 partidas com a camisa da Azzurra e oito gols marcados.

LEIA TAMBÉM: "Todo técnico gostaria", diz Dunga sobre treinar a seleção italiana

Itália de fora

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, afirmou que a Itália ficar fora da Copa do Mundo de 2018 é uma "tragédia" para o futebol do país e pediu "reformas" nas estruturas do esporte para que ele volte ao topo. "De um italiano, um Mundial sem a Itália é trágico. É preciso arregaçar as mangas, trabalhar, reformar para levar a Itália novamente ao topo do mundo, também no futebol", disse o dirigente de 47 anos que é ítalo-suíço e não vai ver Chiellini e os demais jogadores da Azurra na Rússia.


    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.