Tamanho do texto

Clube amador foi pioneiro no modelo de pagamento ao utilizar moeda virtual para contratar o jovem Omer Faruk Kiroglu, de 22 anos de idade

Harunustaspor da Turquia foi o primeiro clube a contratar um jogador com bitcoin
Reprodução
Harunustaspor da Turquia foi o primeiro clube a contratar um jogador com bitcoin

Omer Faruk Kiroglu teve seu nome escrito na história do futebol mundial . Aos 22 anos de idade, o jogador foi o primeiro a ser contratado através da utilização de bitcoin. Por 4.500 liras turcas (R$ 3,7 mil) o Harunustaspor, clube amador da Turquia trouxe o jovem à equipe. Do valor, cerca de 2.000 liras (R$ 1,6 mil) foram pagas com a moeda virtual.

LEIA TAMBÉM: Neymar deixa adversário no vácuo, é criticado e rebate: "Futebol está chato"

Em entrevista à CNN , o presidente do clube, Haldun Sehit, se mostrou feliz após realizar o feito. "Fizemos isso para aumentar a visibilidade para nós mesmos na Turquia e no mundo. Estamos orgulhosos", disse. O jogador também se mostrou realizado e concordou com o dirigente: "Como meu presidente disse, estamos fazendo algo novo. É o futuro. Estar abertos às novas tecnologias faz todo o sentido", completou Kiroglu.

LEIA TAMBÉM: Jogador da Premier League é suspenso em seis partidas após cuspir em adversário

A transação foi feita mesmo após o governo turco ter feito alerta contra o uso da moeda . Segundo a gestão, não há nenhuma base jurídica que sustente as transações financeiras do bitcoin. Apesar de ter sido o primeiro clube a usar este modelo de pagamento para uma contratação, criptomoedas não são novidades no futebol.

O craque do Barcelona Lionel Messi já afirmou que faz investimentos com moedas virtuais. Além disso, recentemente, o Arsenal da Inglaterra assinou um novo patrocínio com uma empresa de criptografia. No Brasil, o Bragantino também já entrou na onda e possui uma criptomoeda como patrocinadora.

LEIA TAMBÉM: Flamengo é a marca mais valiosa do futebol brasileiro, diz estudo

O que é bitcoin?

Criada no ano de 2009, a bitcoin foi a primeira moeda digital descentralizada. Para começar, ela não existe fisicamente e é totalmente virtual. O pagamento com o uso deste tipo de criptomoeda pode ser feito por qualquer pessoa, de qualquer lugar do mundo, sem nenhum limite mínimo ou máximo de valor e nem mesmo através de intermediários.

Os valores do bitcoin seguem as regras do mercado. Ou seja, quanto maior for a demanda, maior será a cotação da moeda. No ano de 2017, chegou a atingir sua maior cotação da história, chegando aos 19,3 mil dólares. Resta saber se a moda vai pegar no mundo do futebol e a criptomoeda será utilizada para outras transações , assim como aconteceu na Turquia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.