Tamanho do texto

Experiente goleiro da Juventus, que havia anunciado sua aposentadoria da Azzurra, avisou que não exclui a possibilidade de voltar à equipe nacional

Gianluigi Buffon se aposentou da seleção italiana, mas já considera retornar
Twitter/Reprodução
Gianluigi Buffon se aposentou da seleção italiana, mas já considera retornar

Depois de falhar nas Eliminatórias e ficar de fora da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, a seleção italiana também havia perdido o experiente goleiro Gianluigi Buffon, que decidiu se aposentar da Azzurra após o duelo contra a Suécia.

Leia também: Buffon explica foto polêmica que indica estar recebendo sexo oral da namorada

A despedida do arqueiro da Juventus, no entanto, parece não ser definitiva. Atualmente com 39 anos de idade, Buffon admitiu em entrevista à "Gazzetta dello Sport" que pretende continuar a sua trajetória na equipe nacional, já pensando nas Eliminatórias para Euro 2020.

"Depois da eliminação contra a Suécia, recebi muito carinho das pessoas, dos torcedores. Elas perceberam que nunca usei máscaras durante a minha carreira. Jogar a Euro 2020? Quem sabe. Vivo um dia de cada vez e não excluo essa possibilidade", revelou o jogador.

Leia também: "A Itália merecia estar na Copa do Mundo de 2018", lamenta Cristiano Ronaldo

Ao final daquela partida, que terminou empatada por 0 a 0, o goleiro lamentou que aquele seria seu último jogo com a camisa da seleção italiana. "Estou dececionado porque nós falhamos. Era uma coisa que para a nosso país era muito importante. Não é por mim… É por todas as pessoas. É um desgosto que o meu último jogo pela seleção seja este, em que fomos eliminados”, disse na ocasião, aos prantos.

O capitão da  Azzurra  ainda tirou o peso colocado nas costas do treinador e dividiu o sentimento de culpa entre toda a equipe. "O esporte ensina a perder em grupo e ganhar em grupo, compartilhar alegras e dores, méritos e deméritos. O técnico tem a mesma culpa que nós temos", afirmou. "Quero abraçar Chiello (Giorgio Chiellini), Barza (Andrea Bazargli), Lele (Daniele de Rossi) e todos os companheiros com os quais dividi esse tempo".

Rakitic "cedeu" vaga a Buffon

Ivan Rakitic, meia do Barcelona e da seleção croata, disse que cederia o seu lugar no Mundial do ano que vem ao goleiro italiano, por conta do enorme respeito que tem pelo jogador que já foi a cinco Copas do Mundo.

Leia também: Sobrevivente da Chape, Follmann recebe camisa autografada de Buffon

"Qualquer garoto que escreve sua seleção ideal em um papel coloca Buffon no time. Estou certo que todos que viram a entrevista depois do jogo da Itália (contra a Suécia) tiveram vontade de chorar também", afirmou Rakitic. "Eu daria meu lugar (na Copa do Mundo) a ele. Tenho muito respeito por ele. É uma pena que ele não possa se despedir em um último Mundial", finalizou.

Clique e baixe o 365Scores para ter resultados, dados, notícias, tempo real, vídeos e muito mais


    Leia tudo sobre: Futebol