Tamanho do texto

Dean Shields sofreu um acidente quando tinha 8 anos de idade, perdeu a visão de um olho e teve que retirá-lo em 2006

Jogador Kevin O'Hara tira sarro do rival Dean Shields, que não tem o olho direito
Sky News/Reprodução
Jogador Kevin O'Hara tira sarro do rival Dean Shields, que não tem o olho direito

Uma atitude lamentável rendeu suspensão de oito partidas a um jogador do Falkirk, clube da segunda divisão do futebol escocês. Durante a partida contra o Dunfermline, o atacante  Kevin O'Hara tirou sarro do rival  Dean Shields , que perdeu seu olho direito em 2006 - hoje ele usa uma prótese de vidro.

Leia também: Goleira Hope Solo acusa Blatter, ex-presidente da Fifa, de assédio sexual

Shields, de 32 anos de idade, sofreu um acidente quando ainda tinha oito e, há 11 anos, fez uma cirurgia para retirar o olho que estava com problema. O jogador que foi vítima deste eposódio dentro de campo já atuou por muitos clubes do país, incluindo o tradicional Rangers, por quatro temporadas.

Leia também: Patrocínio de atriz pornô em camisa de time alemão é vetado por "violar ética"

Kevin O'Hara, que tem apenas 19 anos, foi flagrado pelo árbitro quando fazia comentários ofensivos relacionados com o problema visual do adversário e acabou punido pela Federação Escocesa com oito jogos de suspensão, acusado de "má conduta excessiva".

Leia também: Neymar se irrita com notícias sobre situação no PSG e chora após Tite o defender

"O clube toma nota da decisão tomada pelo painel judicial da Federação escocesa e está solicitando os motivos por escrito", limitou-se a dizer o clube de O'Hara em comunicado oficial. O duelo em questão era válido pela Challenge Cup e teve vitória do Falkirk por 2 a 0. 

Guerrero também suspenso

Por falar em suspensão, Paolo Guerrero perdeu a primeira batalha na luta contra a punição por doping. A Fifa negou o pedido da defesa do peruano para interromper a suspensão preventiva de 30 dias, o que o impede de atuar pelo Flamengo e pela seleção do seu país. A contraprova do exame do atacante foi confirmada ontem como positiva para o uso da substância benzoilecgonina, um metabólito da cocaína.

O exame foi feito após o jogo entre Argentina e Peru, em Buenos Aires, no dia 5 de outubro, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo. O primeiro julgamento do caso foi marcado para o dia 30 de novembro, em Zurique, na Suíça. Caso seja considerado culpado, a pena pode chegar a quatro anos de suspensão. A sessão deverá ser fechada, mas o jogador pretende ir ao tribunal. A defesa escrita será entregue à Fifa no dia 26.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.