Tamanho do texto

Para o ex-jogador francês Dugarry, campeão da Copa do Mundo de 1998, o jeito de jogar do brasileiro é insuportável e inútil

Neymar ironizando e provocando rival do Celtic durante jogo da Liga dos Campeões da Europa
Sky News/Reprodução
Neymar ironizando e provocando rival do Celtic durante jogo da Liga dos Campeões da Europa

A expulsão de Neymar pelo PSG no jogo do final de semana passado diante do Olympique de Marselha, válido pelo Campeonato Francês, segue rendendo assunto na Europa. O ex-atacante Cristophe Dugarry , campeão do mundo pela França na Copa do Mundo de 1998, falou sobre isso e disparou duras críticas contra o jogador brasileiro.

Leia também: Neymar e seus privilégios no PSG irritam os companheiros de equipe

"Ele deve ter pensado que estava em sua sala de estar ou brincando com seus amigos no futsal. Neymar se dedica a irritar os rivais dentro de campo. Ele começou a provocar, esperando por seus adversários a 45 metros do gol, no meio de campo. Totalmente inútil", comentou Dugarry em entrevista à rede de TV RMC .

Leia também: Daniel Alves revela como ele e o "irmão" Neymar decidiram jogar no PSG

"Cadê aquele jogador que nas primeiras partidas pelo PSG recebia a bola e no segundo toque já acelerava o jogo?", questionou. "No jogo de domingo foi insuportável, ele atuou como se estivesse no quintal de casa com os amigos, nem viu seus companheiros em campo", finalizou o ex-atleta francês.

Leia também: Site vaza foto oficial da bola da Copa do Mundo de 2018; confira

Christophe Dugarry está com 45 anos de idade e deixou o futebol profissional em 2005, atuando no futebol do Catar. Ele é campeão da Copa de 1998 pela França, tendo entrado no segundo tempo da final diante do Brasil. Ele jogou no Bordeaux, Milan, Barcelona, Olympique de Marselha e Birmingham.

A expulsão

Quando o time perdia por 2 a 1 no clássico francês, aos 40 minutos do segundo tempo, o atacante brasileiro se irritou com o argentino Ocampos após uma falta marcada no meio de campo e iniciou um princípio de confusão. Ele levou o segundo amarelo e, depois, o vermelho.  

Depois da expulsão, o PSG ainda conseguiu ter forças para buscar o empate por 2 a 2 nos acréscimos do duelo em Marselha, com gol do uruguaio Cavani batendo falta. No primeiro tempo, o volante brasileiro Luiz Gustavo abriu o placar para o Olympique e Neymar empatou - o segundo gol dos donos da casa foi de Thauvin.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.