Tamanho do texto

Ídolo da Roma deixou o curso da Uefa e será substituído por ex-colega de equipe e de seleção italiana, o meio-campista Simone Perrotta; leia mais

Francesco Totti deixou os gramados em maio de 2017
Reprodução
Francesco Totti deixou os gramados em maio de 2017

Após duas semanas de aulas, o ídolo da Roma, Francesco Totti, não vai mais frequentar o curso de treinador da Uefa. De acordo com informações da Associação de Treinadores Italianos, a Aiac, o ex-jogador desistiu do curso pois percebeu que não iria conseguir comparecer às aulas com frequência.

LEIA TAMBÉM: Ribéry pagou quase R$ 150 mil para irmão jogar em clube da França

"Francesco Totti demonstrou que é um grande campeão dentro e fora de campo. Não podendo comparecer ao curso com regularidade, e por respeito aos colegas e organizadores, abandonou a opção de se tornar treinador", explicou a entidade italiana.

O ex-jogador da Roma estava inscrito no curso para o diploma B da Uefa, sendo assim, requisito para poder treinar algum clube do continente europeu. No entanto, os planos de ser técnico serão adiados. A vaga de Totti será ocupada por seu ex-companheiro de time e seleção italiana, o meio-campista Simone Perrotta.

O ex-atacante se aposentou em maio deste ano, após mais de 24 anos atuando na Roma. Pouco tempo depois, foi anunciado como diretor do clube da capital. Antes de encerrar sua atuação em campo, em uma entrevista ao jornal  Corriere dello Sport , o El Capitano já havia comentado sobre uma futura carreira de treinador .

LEIA TAMBÉM: Roma envia camisa histórica de Totti para o espaço; confira no vídeo

Prêmio de lealdade

Fracesco Totti recebeu prêmio de
Reprodução/Twitter/ChampionsLeague
Fracesco Totti recebeu prêmio de "Presidente da Uefa" por lealdade à Roma

O maior ídolo da história da Roma, Francesco Totti, recebeu um prêmio das mãos do presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, em reconhecimento por sua "extraordinária lealdade e dedicação" ao clube da capital italiana. A entrega foi feita durante o sorteio da fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa 2017/2018.

O Prêmio do Presidente da Uefa foi criado em 1998, mas não houve homenageados nos últimos dois anos. Ceferin explicou que o objetivo da honraria é reconhecer os feitos marcantes e históricos de jogadores e dirigentes, caso de Totti.

LEIA TAMBÉM: Rússia constrói arquibancadas fora de estádio para atender exigência da Fifa

"Os atributos da premiação são personificados por Francesco Totti, um homem que deu cerca de um quarto de século de sua vida jogando pela sua amada Roma. Parabéns, Francesco, por uma carreira fantástica e por sua extraordinária lealdade e dedicação, a Roma e ao futebol ", disse o cartola.

Clique e baixe o 365Scores para ter resultados, dados, notícias, tempo real, vídeos e muito mais


    Leia tudo sobre: futebol