Tamanho do texto

Publicação do L'Equipe revelou que brasileiro se arrependeu da atitude tomada no vestiário e reuniu o grupo para acabar com clima ruim

Parece que, enfim, a polêmica entre Neymar e Cavani chegou ao fim. Após a imprensa europeia divulgar que os jogadores discutiram feio e quase trocaram socos no vestiário  do PSG na última terça-feira e que Daniel Alves promoveu um jantar para apaziguar o clima , o L'Equipe noticiou nesta quinta-feira que o brasileiro pediu desculpas ao grupo por conta do clima ruim.

Leia também: Volante francês recém-chegado ao Chelsea se envolve em acidente de carro

Atrito entre Neymar e Cavani se deu após disputa para saber quem bateria falta e pênalti
Reprodução/L'Equipe
Atrito entre Neymar e Cavani se deu após disputa para saber quem bateria falta e pênalti

De acordo com a publicação francesa, Neymar reuniu todos os companheiros de equipe e, com a ajuda de Thiago Silva como intérprete, pediu desculpas e lamentou sua atitude no vestiário do Paris Saint-Germain após a partida contra o Lyon, no último final de semana. O jornal não diz se Cavani estava presente no momento.

Entenda a polêmica

O ambiente no PSG está tumultuado desde a boa vitória por 2 a 0 sobre o Lyon, pela sexta rodada do Campeonato Francês. Durante a partida, os atacantes Neymar e Cavani se desentenderam por conta de uma batida de falta e, depois, em uma cobrança de pênalti.

Leia também: Atlético de Madri confirma acerto com Chelsea para ter Diego Costa

Já no segundo tempo, com o placar ainda zerado, Neymar foi derrubado na entrada da área e Cavani se ofereceu para bater, mas Daniel Alves retirou a bola à força das mãos do uruguaio e entregou para o camisa 10 do PSG, que fez a cobrança - o goleiro Anthony Lopes fez bela defesa.

E teve mais polêmica. Na reta final do duelo, já com a equipe parisiense vencendo por um gol, Mbappé foi derrubado na área e o pênalti foi assinalado. Cavani pegou a bola e colocou na marca para fazer a cobrança, mas Neymar se aproximou para tentar bater a penalidade. O brasileiro não conseguiu convencer o uruguaio, que cobrou e viu o arqueiro do Lyon defender.

Leia também: Real Madrid perde para o Betis e desperdiça chance de ultrapassar Santos de Pelé

Após o ocorrido, o diário espanhol Sport revelou que Neymar teria dado um ultimato à diretoria do PSG e exigido a saída do centroavante uruguaio . Ainda segundo a publicação, o camisa 10 avisou que a convivência com Cavani dentro do time é impossível e, por isso, pediu a sua transferência o mais rápido possível. Mas, como visto, após o jantar organizado por Dani Alves o clima ficou mais ameno na equipe francesa, já que o brasileiro se desculpou.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.