Sócio teria feito falsa acusação
Twitter/Reprodução
Sócio teria feito falsa acusação

Um grupo de 81 sócios do Flamengo assinou, nesta segunda-feira, uma representação contra Gabriel Reis , youtuber conhecido como Paparazzo Rubro-Negro

Eles pedem a saída dele do conselho e do quadro social do clube após acusações contra o ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello , que, segundo os sócios, não são verdadeiras.

Durante um debate com o jornalista Thiago Asmar, do canal "Pilhado", sobre a MP 984, Paparazzo afirmou que Bandeira chegou a um acordo com a TV Globo pelos direitos de transmissão dos jogos do Flamengo pela Internet sem a aprovação dos membros do conselho.

Segundo o grupo, o youtuber infringiu o artigo 52 do estatuto, que prevê punição a quem tornar público assuntos de caráter interno que provoquem prejuízos ao Flamengo.

A fala de Paparazzo, de acordo com os sócios, passou a impressão de que o clube vive em meio a problemas políticos e acabou atraindo imensa curiosidade a respeito dos termos do contrato, além de prejudicar a imagem pública de Bandeira de Mello.

Agora, o documento será encaminhado ao Conselho Diretor do Flamengo, que decidirá sobre uma possível punição ao youtuber.

A reportagem do O Dia entrou em contato com Gabriel Reis. O Youtuber disse que não estava sabendo da ação, mas garantiu que, caso seja comunicado, irá se defender.

"Nem fui eu quem falou dele. Pelo contrario. Eu ainda dei a versão dele e do Landim em primeira mão. Agora, o grupo dele se sentiu ofendido? Beleza. Entrar com pedido é direito de qualquer um", afirmou.

    Veja Também

      Mostrar mais