Jorge Salgado
Divulgação
Jorge Salgado

A manifestação de descontentamento de alguns vice-presidentes do  Vasco  com a falta de participação nas tratativas a respeito da SAF mostrou como a questão tem sido tratada prioritariamente por dirigentes do “alto clero” da cúpula vascaína.

Além do presidente Jorge Salgado , os dois vice-presidentes gerais, Carlos Roberto Osório e Roberto Duque Estrada, estão diretamente envolvidos no processo de diligência e discussões com a 777 Partners . Outro vice que tem atuado intensamente na questão é o vice jurídico José Cândido Bulhões. Ele esteve ao lado de Salgado na assinatura da minuta de entendimento, ainda em fevereiro.

Adriano Mendes, vice-presidente de finanças, também tem participação constante nas discussões com a empresa, sobre a viabilidade econômica da parceria.

O CEO Luiz Mello também tem colaborado com o processo de diligência, que antecede à formalização de uma proposta vinculante por parte da 777 Partners .

Os vice-presidentes descontentes - de Marketing e Novos Negócios, de Responsabilidade Social e História, de Patrimônio, de Esportes Olímpicos e Paralímpicos, de Relações Públicas e Médico - tiveram reuniões depois da reclamação e conseguiram acesso maior a informações a respeito do contrato que está sendo elaborado entre as partes.

O Vasco espera finalizar a venda da SAF para a 777 Partners até meados de julho, a tempo de o grupo americano estar à frente do futebol quando a janela de transferências for aberta.

A transferência dos terrenos dos CTs da base e do profissional, do  Vasco para a SAF, segue sendo uma questão pendente. Eles foram cedidos pela União e pelo Município para o clube e, por isso, não podem ser transferidos para terceiros.

A 777 Partners procura segurança jurídica para investir nos espaços sem correr o risco de perder o direito de utilizar as áreas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários