Bruninho
Divulgação
Bruninho

Bruninho, que ficou conhecido após ser hostilizado por torcedores do Santos - ao receber a camisa do goleiro Jailson, do Palmeiras - , falou sobre o momento de pavor que viveu na Vila Belmiro e também lembrou do apoio recebido.

“Naquela hora eu senti muito medo de morrer. Por que eles estavam falando ‘pega o pai dele’, ‘pega a bolsa’. Eles ficaram cuspindo na gente e xingando a gente com palavrões pesados”, disse, em entrevista ao Esporte Espetacular.

Passado o momento terrível, o garoto aproveitou para agradecer o carinho recebido e, principalmente, para o craque Neymar. “Foi uma semana muito agitada, com muitas entrevistas. Adorei conhecer o Neymar e os jogadores da seleção. O Neymar é uma ótima pessoa, ele é humilde, joga pra caramba”, disse o menino.

Relembre o caso

No último fim de semana, durante o clássico entre Santos e Palmeiras, Bruninho foi hostilizado por torcedores ao pedir a camisa de Jaílson, goleiro palmeirense. Com o incidente,  o garoto usou suas redes sociais para se desculpar e o assunto gerou repercussão, chamando a atenção de vários jogadores, entre eles, Pelé, o Weverton, Gabigol e o próprio Jaílson, que se manifestaram e presentearam o torcedor com camisas.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários