Milton Leite, narrador e apresentador do SporTV
Reprodução / SporTV
Milton Leite, narrador e apresentador do SporTV

Milton Leite  disparou contra Thiago Silva após o zagueiro da Seleção Brasileira defender o desabafo de Neymar. No Redação SporTV de hoje, o narrador discordou das aspas do defensor sobre críticas exageradas contra o camisa 10 do PSG.

(Veja abaixo galeria de fotos de Thiago Silva)


- Eu não concordo com o Thiago, aliás ele perde muita chance de ficar quieto, fala muita bobagem. Acho ele um baita jogador, mas nesse ponto de se posicionar ele perde muito a chance de ficar quieto. Se a gente não cobrar do Neymar, vamos cobrar de quem? Do Rafinha que está chegando agora? Nós temos que cobrar do Neymar, faz parte de quem é considerado um dos melhores jogadores do mundo, ele não está jogando nada - começou.

Milton Leite reforça a ideia de que jogadores devem estar acostumados com a cobrança externa. Ele ainda ressalta o caso de Neymar, principal nome brasileiro no mundo da bola.

Leia Também

- O jogador de futebol ganha um bom dinheiro, inclusive, para aguentar esse tipo de coisa. O Neymar tem o salário que tem para ser cobrado como o jogador importante que ele é no mundo inteiro - afirmou Milton Leite.

- Eu acho que hoje a seleção brasileira é formada por coadjuvantes, tem um craque, que é o Neymar, que não passa por um bom momento, e é rodeado por coadjuvantes. Tirando os goleiros, que, para mim, são os melhores do mundo, e também o Marquinho e o Casemiro, na parte da frente nós não temos grandes jogadores - concluiu.

Neymar virou o centro das atenções após declarar que a Copa do Mundo de 2022 deve ser a última da carreira. O jogador falou sobre cansaço mental, e recebeu o apoio de atletas da Seleção Brasileira. Thiago Silva foi o principal porta-voz.

Além dos convocados de Tite, o pai de Neymar também publicou um texto ressaltando virtudes do filho, e condenando críticas contra o camisa 10. O empresário chega a citar o suposto xingamento de Galvão Bueno em um áudio vazado após o empate contra a Colômbia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários