Fagner concedeu entrevista exclusiva ao iG Esporte
Reprodução/Instagram
Fagner concedeu entrevista exclusiva ao iG Esporte

O Corinthians atravessa um bom momento na temporada, e muito se passa pela solidez defensiva da equipe, com Fagner sendo um dos pilares. Em entrevista exclusiva ao iG Esporte, o lateral-direito do Timão revelou a 'receita' para a regularidade durante as temporadas vestindo o manto Alvinegro, e não descartou uma possível volta à seleção brasileira.

"Eu procuro pensar ano a ano e tem sido assim sempre. Cada ano é uma nova história e me preparo bem para isso durante a pré-temporada e no dia a dia. O atleta tem que procurar se cuidar para estar no mais alto nível possível e fico feliz em estar conseguindo. Isso me motiva a seguir trabalhando ainda mais para manter essa regularidade", disse o jogador.

"Seleção Brasileira vai ser sempre fruto do que fizer pelo clube. Eu tenho que fazer bem no Corinthians para poder ser lembrado", completou.


Há quase um mês, Fagner pediu paciência com a equipe, pois um 'novo Corinthians' apareceria em breve. Aparentemente o lateral tinha razão. O time está há 10 jogos sem perder, e subiu posições na tabela. Segundo o jogador, no entanto, a equipe ainda tem aspectos a melhorar, mas está feliz com o momento.

"Ainda temos muito para evoluir e vamos seguir trabalhando. Assim como não podemos desanimar nos momentos ruins, também não podemos empolgar quando as coisas começam a melhorar. Ainda é um trabalho novo, jogadores chegando e ainda temos muito para evoluir. Mas é claro que a gente fica contente pelo momento e animado para seguir nessa crescente."

Leia Também

Leia Também

O lateral-direito respondeu às críticas feitas sobre a defesa do Corinthians que, apesar de ser uma das menos vazadas do Brasileirão, é citada por ter uma idade elevada, com Cássio, Gil, Fábio Santos e o próprio lateral-direito tendo acima de 32 anos.

"Quando se fala de Corinthians, as cobranças vão sempre acontecer. Mas os números falam por si, temos uma das defesas menos vazadas do campeonato. Isso é fruto de um trabalho não só dos jogadores de defesa, mas de todos. No futebol hoje o mérito é sempre da equipe, do que faz o conjunto em campo."

Apesar da distância de 13 pontos que separam o Corinthians do líder Atlético-MG, os torcedores do Alvinegro sonham com uma chance de título. Fagner prefere manter os pés no chão, e encarar com seriedade os próximos jogos.

"Vamos jogo a jogo vendo o que pode acontecer. O objetivo era de subir na tabela e conseguimos. Agora temos que nos manter por ali e, mais para o final, ver o que poderemos conseguir."


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários