Felipe Melo corre o risco de perder final da Libertadores
Instagram
Felipe Melo corre o risco de perder final da Libertadores

Com um pedido de detenção de Felipe Melo (veja na galeria abaixo fotos), expedido pela Fiscalía de Montevidéu, órgão correspondente ao Ministério Público no Brasil, o departamento jurídico do Palmeiras já está debruçado no caso para evitar o risco de não contar com o capitão alviverde na  decisão da Libertadores contra o Flamengo, dia 27 de novembro, no Estádio Centenário. No entanto, é importante destacar que a medida é para a prestação de depoimento, e não de prisão.


Expedido em 2017, o pedido faz parte do desdobramento da confusão generalizada no confronto entre Peñarol e Palmeiras, no Estádio Campeón del Siglo, no Uruguai. Ao fim do duelo vencido pelos brasileiros, por 3 a 2, pela fase de grupos da Libertadores, os jogadores do Palmeiras foram 'emboscados' no gramado, pois os portões de acesso para o vestiário estavam trancados.

Durante a briga, Felipe Melo desferiu um um soco no uruguaio Matías Mier, que prestou esclarecimentos após a convocação da Justiça. Como Felipe embarcou para o Brasil, o pedido nunca foi cumprido. Em tese, Felipe Melo poderia ser detido para prestar depoimento assim que pisasse em solo uruguaio.

Leia Também

Leia Também

Leia Também

Relembre o caso: 

A confusão teve início assim que o jogo terminou. Felipe Melo foi cercado no gramado quando comemorava a vitória. No entanto, é válido citar a provocação do volante durante a apresentação no Palestra Itália. Na época, ele disse que "daria tapa na cara de uruguaio" quando necessário. A genérica e infeliz declaração foi o estopim para a briga generalizada.

No meio do cenário de guerra, torcedores do Peñarol arremessaram objetos em direção a delegação palmeirense e integrantes da organizada do clube presentes no estádio formaram uma uma espécie de linha de frente para impedir uma possível invasão. A polícia local levou cerca de 20 minutos para controlar a tensa situação.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários