Prefeitura do Rio de Janeiro libera público nos estádios
Bruno Lordelo / Maracanã
Prefeitura do Rio de Janeiro libera público nos estádios

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou na tarde desta quinta-feira que os estádios da cidade poderão receber público à partir do dia 2 de setembro. Nesse primeiro momento, a ocupação permitida será de 50%. No entanto, só terão acesso aos estádios os torcedores que estiveram vacinados com as duas doses da vacina contra a Covid-19. Paes também afirmou que será obrigatório o uso de máscaras e o distanciamento.

(Veja na galeria abaixo fotos de times do Rio)


Em outubro está prevista uma segunda fase de flexibilização na cidade, marcada para o dia 17. Nessa etapa, será permitida a ocupação de 100% dos estádios, ainda mantendo a obrigação dos torcedores estarem com o sistema vacinal completo e com a obrigação do uso de máscaras.

Já a partir do 15 de novembro, dia previsto para o início da terceira fase de flexibilização, o uso da máscara deixará de ser obrigatório. A checagem da vacinação será feita por fiscais da vigilância sanitária através do aplicativo ConecSus do Ministério da Saúde.

Vale lembrar que em todas as cidades que vão liberar público há permissão para quem for vacinado e também para quem testar negativo. A capacidade é de 30% em Belo Horizonte, 35% em Cuiabá e 50% em Brasília.

Nesta quarta, Paes foi ao Twitter apresentar o pedido formal do Flamengo para que o clube consiga receber torcedores nos jogos realizados no Rio. Mais cedo, Paes discutiu com o vice-presidente de futebol do rubro-negro, Marcos Braz, que também é vereador do município pelo PL, após sofrer cobranças do dirigente neste sentido.

Você viu?

O Flamengo enviou protocolo para usar o estádio com capacidade de 30% liberada. O clube deseja ter público no Maracanã na partida contra o Olimpia, do Paraguai, pelas quartas de final da Libertadores, marcada para o próximo dia 18 de agosto.

"O Flamengo fez uma proposta específica (para ter público na Libertadores). A proposta chegou ontem. Estamos analisando e esperamos dar a resposta ao Flamengo amanhã. Não teve resposta ainda porque só chegou ontem, e não porque eu sou vascaíno", disse Paes.

Até agora, o rubro-negro poderá repetir a decisão tomada nas oitavas de final e transferir a partida para o Mané Garrincha, em Brasília. A presença de torcida em número reduzido nos estádios está permitida no Distrito Federal. Outras praças são avaliadas.

O rubro-negro é um dos clubes que mais fazem força pelo retorno da torcida aos estádios no Brasil. A Conmebol já autorizou a realização de jogos de suas competições com os estádios operando com capacidade parcial. A CBF encaminha discussão a respeito do assunto com os clubes e pode definir um protocolo para ser implementado no próximo mês.

"Chegou! Agora os técnicos da Secretaria Municipal de Saúde têm o que analisar. Gritaria pelo Twitter não funciona. Vale a formalidade. Agradeço ao presidente Landim pela seriedade e respeito a essa prefeitura. Sem leviandade!", escreveu Eduardo Paes, para em seguida postar símbolo que é usado pela torcida do Vasco como referência à cruz-de-malta - o prefeito é vascaíno.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários