Partida foi paralisada e os jogadores 'empurraram' ambulância para acelerar a chegada ao hospital
REPRODUÇÃO/PREMIERE
Partida foi paralisada e os jogadores 'empurraram' ambulância para acelerar a chegada ao hospital

Uma cena angustiante marcou o jogo entre  São Paulo e Fortaleza, neste sábado (17), no estádio Cícero Pompeu de Toledo. O massagista do clube paulista, conhecido como Marcelinho, apresentou uma crise convulsiva na beira do gramado e precisou ser retirado do estádio de ambulância.

O membro da comissão técnica chegou a ficar desacordado, mas foi rapidamente atendido pelo médico José Sanchez.

As redes sociais do São Paulo Futebol Clube prontamente postou em suas redes sociais a torcida pelo profissional. Outros clubes também manifestaram apoio ao massagista.


Pelas imagens da transmissão, é possível identificar que o jogo foi paralisado pelo árbitro Sávio Pereira Sampaio, aos 31 minutos do segundo tempo, para que Marcelinho fosse atendido.


Inicialmente, a ambulância não deu partida. Jogadores se reuniram para empurrá-la e forçar a sua ignição. Com o motor ligado na base do 'tranco', o veículo saiu do estádio com as portas abertas. No interior da unidade móvel de atendimento, Marcelinho deu sinais que saiu do estádio do Morumbi ainda acordado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários