Müller
Rubens Chiri/Divulgação
Müller

O Brasil perdeu a Copa América no Maracanã para a Argentina e rapidamente os "culpados" passaram a ser buscados. Enquanto Romário pediu Guardiola na seleção, encerrando o ciclo de Tite, também sobrou para Neymar.

Campeão da Copa do Mundo de 1994 com o Baixinho, Müller, ex-jogador do São Paulo e hoje comentarista esportivo, deu declarações polêmicas para o site italiano Tuttomercatoweb.

(Veja na galeria abaixo imagens de Neymar)

Para ele, o atual atacante do PSG e da seleção não está entre os grandes e não estará até ganhar uma Bola de Ouro. "Neymar é superestimado. Nem todo o dinheiro que o PSG pagou vale. Os grandes podem ser contados nos dedos de uma mão. Cristiano e Messi são porque o mostraram em campo. Neymar é mais valorizado fora de campo", disse Müller.

O ex-atacante, que viveu ao lado de Romário, Bebeto, Ronaldo e Careca na seleção brasileira, também foi questionado sobre quem seria o melhor deles. “O Ronaldo estava começando, era uma criança em 94, então se eu tiver que escolher direi que o Careca foi o centroavante mais completo do Brasil, muito forte, uma verdadeira estrela”, afirma Müller.

Müller esteve em três Copas do Mundo pelo Brasil e teve momentos memoráveis ​​em campo, como o gol que marcou contra o Milan, com a camisa do São Paulo, na final do Mundial de 1993.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários