Caboclo foi denunciado por assédio moral e sexual por uma funcionária da CBF
Instagram
Caboclo foi denunciado por assédio moral e sexual por uma funcionária da CBF

A esposa do presidente afastado Rogério Caboclo, Queila Girelli, defendeu o marido em um grupo de WhatsApp composto por mulheres casadas com presidentes de federações de estaduais de futebol.  O dirigente foi denunciado por assédio moral e sexual por uma funcionária da CBF que enviou o pedido de denúncia para a Comissão de Ética da cúpula. A informação é do site "Folha de São Paulo".

(Veja abaixo galeria de fotos de Caboclo)


No grupo chamado por "Donas da Bola", Girelli classificou as ações contra Caboclo como "injustiça", além disso, afirmou que a família o apoia. Entre as esposas do grupo, nove defenderam o presidente afastado, no entanto, o futuro do dirigente está nas mãos de 27 cartolas que compõe a assembleia da CBF, que pretendem se reunir na próxima sexta-feira (2).

Caboclo foi afastado pela Comissão de Ética da CBF por 30 dias e tem chances de obter nova prorrogação do afastamento, que é o desejo de parte da diretoria da cúpula que pretende não ver o dirigente de volta tão cedo na entidade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários