Dirigentes se reúnem e criação de liga dos clubes brasileiros avança
Foto: Lucas Figueiredo/CBF
Dirigentes se reúnem e criação de liga dos clubes brasileiros avança

Dirigentes dos clubes das séries A e B passaram a segunda-feira reunidos em São Paulo para debaterem sobre a criação da Liga nacional de futebol, que pretende substituir o Campeonato Brasileiro que é organizado pela CBF. A reunião acabou com a aprovação de uma nova carta de intenções, que substitui a que foi apresentada à CBF no dia 15 de junho.


Foi definido a criação de uma comissão de trabalho que será “a redatora dos Atos Constitutivos da Liga, incluindo o seu Estatuto Social, Atas, Regimentos Internos e demais documentos necessários para a devida constituição da Liga”, conforme descreve a carta de intenções. Essa comissão será composta por membros de vários clubes, mas quem ficará à frente é ao advogado André Sica, cujo escritório advoga para o Palmeiras e o Red Bull Bragantino.

Os dirigentes também afirmaram no documento que estão “uniformizando a atuação em negociações privadas e públicas, mirando eficiência, transparência e igualdade de tratamento”. Os cartolas se comprometeram a se encontraram constantemente nos próximos três meses para discutir, debater e subscrever a criação da Liga.

- A reunião foi muito boa. Todos s 40 clubes aderiram e conseguimos aprovar um cronograma - afirmou Guilherme Bellintani, presidente do Bahia.

PRÓXIMO ENCONTRO

Você viu?

Os presidentes dos clubes definiram que o próximo encontro do grupo para tratar sobre a liga será no dia 22 de julho, em Brasília. E que os encontros deles serão mensais. Já os encontros da Comissão de Trabalho acontecerão toda semana.

A Liga, apesar de não ter sido instituída ainda, já foi procurada por quatro empresas que pretendem trabalhar com patrocínios e direito de transmissão. Porém, segundo alguns cartolas, esses tipos de contratos ainda não serão fechados no momento.

- A união do grupo foi e será muito importante para consolidação desse projeto que será um avanço na modernização do futebol brasileiro. Essa unidade é o caminho para a mudança que os clubes e torcedores exigem - disse Alencar da Silveira Jr., presidente do America Mineiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários