Avelar é acusado de racismo, após um comentário em um jogo online
Rodrigo Coca/Agência Corinthians
Avelar é acusado de racismo, após um comentário em um jogo online

A diretoria do Corinthians está reunida para definir o futuro do defensor  Danilo Avelar, que fez um comentário racista durante um jogo online na madrugada desta quarta-feira.


Segunda o site 'Gazeta Esportiva', o clube paulista não pode demitir Danilo Avelar por justa causa. Advogados especializados consultados explicaram que o Artigo 482 da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), que determina quais situações constituem justa causa para rescisão de contrato de trabalho pelo empregador, não dá amparo jurídico ao clube na situação do zagueiro.

A Lei seria favorável para o clube paulista apenas se o atleta fosse condenado pela Justiça Criminal de maneira a perder a própria liberdade

Caso o Corinthians queira romper unilateralmente o contrato do atleta, terá de pagar uma multa, que gira entorno de R$ 7 milhões. Vale lembrar que Danilo Avelar tem contrato com o Timão até dezembro de 2022.

Você viu?

Entenda o caso

Ainda se recuperando de uma cirurgia no joelho direito, realizada em outubro do ano passado, o zagueiro Danilo Avelar, do Corinthians, está sendo acusado de racismo, após um comentário em um jogo online.

O fato teria ocorrido na noite desta terça-feira, durante uma partida de Counter-Strike: Global Offensive. Um perfil atribuído ao jogador postou um comentário em que dizia a outro usuário: "Fih (filho) de uma rapariga preta".

Após o ocorrido, o perfil que fez o comentário racista foi "trancado" e as informações visíveis, como a foto, o nome e o link de acesso forma alterados.

O jogador ainda não tem uma data para retornar aos gramados e está iniciando a transição para os treinamentos em campo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários