Locatelli
Reprodução
Locatelli

O craque Cristiano Ronaldo deu que falar  após trocar as garrafas de Coca-Cola que estavam na bancada de uma coletiva de imprensa por uma garrafa de água. Segundo levantamento, a atitude teria dado um prejuízo de R$ 20 bilhões a marca de refrigerante americana .

Depois disso, o francês Paul Pogba fez o mesmo com uma garrafa de Heineken, também patrocinador do Euro 2020 . Agora foi a vez do volante italiano Manuel Locatelli seguir o "exemplo". Após marcar dois gols no triunfo sobre a Suíça , ele foi à sala de imprensa e repetiu o gesto do capitão da seleção de Portugal.

(Veja na galeria abaixo fotos da vitória italiana)

Antes de se sentar, Locatelli afastou as Coca-Colas e colocou à sua frente uma garrafa de água que tinha ele próprio levado para a conferência e que, como pode ver no segundo vídeo, leva com ele após terminar o encontro com a imprensa.

Porém, a marca americana também contou com um aliado. O treinador russo Stanislav Cherchesov foi na contramão da aparente tendência ao pegar as garrafas do refrigerante, utilizar uma delas para abrir a outra e dar um gole, antes de iniciar a conferência de imprensa.


A ação, aliás, foi ligada a um fato histórico. Isso porque, ele é representante de um país que, nos tempos da antiga União Soviética, referia-se à referida marca de refrigerantes como "a água suja do imperialismo".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários