Ex-goleiro Aranha deixou a UTI na última segunda-feira
Ivan Sorti/Santos
Ex-goleiro Aranha deixou a UTI na última segunda-feira

Na última segunda-feira,  o ex-goleiro Aranha foi transferido para um quarto do Hospital Samuel Libânio, em Minas Gerais, após receber alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI).  O arqueiro com passagem por Santos, Palmeiras e Ponte Preta chegou a apresentar 50% dos pulmões comprometidos por conta da Covid-19. Em recuperação, o esportista desabafou sobre o drama no hospital. A informação é do "UOL".


- Saí da UTI hoje (ontem, 14), foi por Deus. Ainda corro riscos, mas estou na luta, hora a hora. Não adianta ter grana, ter fama, recurso. Ontem morreram duas pessoas de 40 anos [no hospital], nem conseguiram ser atendidos, um era muito rico. É Muita luta nas máquinas de respirar - escreveu Aranha em um grupo do Whatsapp.

Internado desde quarta-feira, Aranha, aos 40 anos, não precisou ser intubado, mas foi intensificada a fisioterapia respiratória para evitar módulos de ventilação artificial.

- Estamos muito felizes em saber que ele vai continuar se recuperando fora da UTI. Agradecemos, de coração, a todos que incluíram o Aranha em suas orações. Agradecemos a todas as pessoas que torceram por nossa família, neste momento tão difícil, e que oraram para que o Aranha se recuperasse o mais rápido possível - relatou Juliana Aquino, esposa do ex-goleiro.

Aranha ficou marcado como vítima de um dos casos mais chocantes de racismos no futebol brasileiro. Na Arena do Grêmio, em 2014, quando defendia o Santos, o goleiro foi alvo de ofensas racistas por parte de torcedores do tricolor gaúcho. Os xingamentos foram flagrados por câmeras e tomaram proporção nacional.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários