Bolsonaro
Reprodução
Bolsonaro

Após o jornal espanhol "As" afirmar que Jair Bolsonaro articula para derrubar Tite , e o jornalista da Rede Globo, André Rizek, apontar que o até então presidente da CBF, Rogério Caboclo ( afastado por denúncias de assédio sexual ), prometeu ao governo a "cabeça" do técnico , o presidente da República se manifestou.

Em conversa rápida com apoiadores, em frente ao Palácio do Planalto, Bolsonaro falou sobre sua participação na Copa América e negou interferência na seleção.

"Minha participação na Copa América foi abrir o Brasil para que ela fosse realizada aqui. No que diz respeito a jogador e técnico eu tô fora dessa e não tenho nada com isso aqui", afirmou ele, completando posteriormente: "cada um tem uma seleção e um técnico na cabeça, eu tenho a minha também, mas falo só com meus amigos. Nem para vocês (se referindo aos apoiadores presentes) eu falo, já que estão gravando".

O presidente ainda negou que seja contra jogadores não aceitarem a convocação. O Correio Braziliense teve a desfaçatez de fazer uma matéria dizendo que eu não admito que jogador não aceite a convocação. Me aponte um áudio ou vídeo onde falo isso", afirmou.

Apesar da negativa, o jornal "As" garante que Bolsonaro que a saída de Tite e tem a intenção de colocar no cargo alguém alinhado com a sua ideologia política, sendo Renato Gaúcho, que deixou o Grêmio recentemente, seu técnico favorito.

Ainda segundo o periódico espanhol, o ex-capitão do Exército montou um gabinete de crise para contornar a insatisfação dos jogadores e, de acordo com assessores, a realização da Copa América é "uma questão de honra". O militar da reserva quer que os atletas joguem o torneio como uma espécie de "guerra política". A competição, aliás, corre o risco de não ocorrer. O apresentador Datena chegou a afirmar que recebeu a informação que ela será cancelada .

No último sábado, Bolsonaro participou de uma reunião por videoconferência com membros da Conmebol e reafirmou o apoio e a vontade de realizar o campeonato entre seleções sul-americanas no Brasil. Capitães das 10 seleções foram sondados, mas nenhum quis participar.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários