Torcedores do Palmeiras criam campanha em apoio a Abel Ferreira após protestos
Lance!
Torcedores do Palmeiras criam campanha em apoio a Abel Ferreira após protestos


Em julgamento realizado nesta sexta-feira (7), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva ( STJD ) determinou a punição para Abel Ferreira e seu auxiliar, João Martins , pelo ocorrido na decisão da Supercopa do Brasil. A sentença foi um jogo de suspensão justificada por reclamação desrespeitosa com o árbitro da partida.

Abel foi expulso por Leandro Vuaden ainda no primeiro tempo do confronto contra o Flamengo em Brasília, ao reclamar de um lance no ataque do Palmeiras . Segundo o árbitro, após apitar a falta de Diego em Breno Lopes , o português reclamou efusivamente em relação à não punição do flamenguista com cartão amarelo. A alegação da sentença também inclui que o treinador teria ofendido Vuaden, fato que foi contestado por Abel.

– Aos nove minutos o senhor árbitro marcou a primeira falta e mostrou o amarelo para o Felipe Melo . Aos dez minutos ele marcou outra falta e deu amarelo ao meu jogador. Aos 36 minutos há uma falta clara no Breno e recebo o primeiro amarelo. Disse e reclamei que era para amarelo. Protestei dizendo isso. Passados dois minutos eu falei: ‘Estão presentes nessa final as duas melhores equipes e essa final merecia ter o melhor árbitro brasileiro’. O árbitro estava na área do Flamengo e vem me dar o vermelho. Quem chamou o árbitro foi o quarto árbitro. Foi o meu desabafo e em momento algum eu usei palavras de desrespeito – declarou o comandante do Verdão, enfatizando sua versão sobre o caso.

Além da confusão no campo de jogo, o imbróglio estendeu-se para o túnel do estádio entre dirigentes e membros de ambas as comissões. O assistente técnico João Martins, que também foi julgado, alegou que sofreu uma tentativa de agressão por parte de Marcos Braz, diretor de futebol do Flamengo.

– Um senhor forte do Flamengo , que depois fiquei sabendo que era diretor do Flamengo , tentou me agredir. Depois teve alguns atritos, empurrões, mas nada de violência. Os seguranças do Palmeiras começaram a intervir e rolou aquele tumulto – afirmou.

A denúncia protocolada aos membros da comissão técnica alviverde diz respeito ao artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que prevê pena de um a seis jogos de suspensão em caso de reclamação excessiva. A votação contou com unanimidade da Quinta Comissão Disciplinar para somente uma partida de exclusão, porém a decisão ainda cabe recurso.

O regulamento prevê que Abel Ferreira e João Martins cumpram a suspensão no próximo jogo do Verdão por qualquer competição organizada pela CBF. Caso o calendário atual se mantenha, pode ocorrer de perderem, justamente, a partida contra o Flamengo, válida pela estreia do Brasileirão 2021.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários