Justiça penhora R$ 1,3 milhão do Corinthians em ação trabalhista movida por ex-zagueiro
Reprodução
Justiça penhora R$ 1,3 milhão do Corinthians em ação trabalhista movida por ex-zagueiro


O Corinthians sofreu mais uma derrota na Justiça do Trabalho, desta vez quem ganhou a causa foi o ex-zagueiro Marcus Vinícius, que atuou pelo clube entre 2003 e 2007, participando da campanha do título brasileiro de 2005. Foi ordenada a penhora de R$ 1.350.072,46, valor referente à ação do ex-atleta. A informação foi publicada pelo "Meu Timão" e confirmada pelo LANCE! .

Encerrado na última segunda-feira, o processo estava em tramitação desde maio de 2009, ou seja, há quase 12 anos. Marcus cobra do clube valores relacionados ao Direito de Arena, já que recebia apenas 5% do clube, enquanto a lei exigia 20%. Além de direitos trabalhistas, como FGTS, férias, 13º salário, entre outros, todos acrescidos de juros e correção monetária.

Você viu?

O valor inicial da ação foi R$ 550 mil, no entanto, com o tempo que o processo se arrastou, o valor dos juros ultrapassou o principal, chegando a R$ 765,5 mil. Além de R$ 34,5 mil de FGTS, o que totaliza mais de R$ 1,350 milhão. A juíza Gilia Costa Schmalb determinou a penhora online das contas do clube. Se não houver efeito, os valores do direito de transmissão pagos pela TV Globo é que serão penhorados. O Corinthians pode ainda tentar um parcelamento.

Marcus Vinícius disputou 55 jogos em sua trajetória pelo Corinthians, depois se aventurou no futebol europeu ao defender o Istanbul BB, da Turquia, por seis anos. Antes de encerrar a carreira, em 2020, ele ainda jogou pelo Guaratinguetá, pelo Marília, pelo Anápolis e pelo Atibaia, seu último clube.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários