Flamengo acertou patrocínio pontual com a Amazon para a Supercopa do Brasil
Divulgação
Flamengo acertou patrocínio pontual com a Amazon para a Supercopa do Brasil

O Flamengo e a Amazon deram 'match'  na final da Supercopa do Brasil, quando o clube fechou com a empresa multinacional norte-americana um patrocínio pontual. Como gostaram do retorno da parceria, às duas partes evoluíram nas conversas e a chance de a paquera se tornar relacionamento sério é cada vez mais real.




Com muita cautela, mas ciente da necessidade de ter receita, dirigentes do Flamengo têm mantido contato com representantes da Amazon para que tenha a possibilidade de a empresa se tornar patrocinadora oficial do clube e estampar a marca na mesma parte do uniforme do acordo pontual, na parte de trás da camisa. A ideia é selar um acordo válido por um ano, mas os valores estão mantidos em sigilo. Inicialmente, o Rubro-Negro projetava arrecadar R$ 12 milhões com a propriedade envolvida nas tratativas.

O 'gelo no sangue' usado pelo Departamento de Futebol na hora de contratar está sendo usado pelo Marketing nesta negociação. Como em um passado recente Flamengo e Amazon negociaram uma parceria para que a empresa fosse a patrocinadora máster do clube, antes do acordo com o BRB, e acabou não dando certo nos minutos finais, às duas partes tratam com paciência e evitam se empolgar antes que, de fato, o acordo seja sacramentado. 

Na ocasião, no primeiro semestre de 2020, o vice de relações externas do Flamengo, Bap, procurou o presidente da Amazon no Brasil, João Mesquita, quem já conhecia desde os tempos em que era executivo da Sky, e apresentou o projeto, mostrando que uma parceria seria um sucesso. João, então, ficou animado com a possibilidade, confessou ao dirigente rubro-negro que o 'timing' era perfeito, pois estava preparando o orçamento e chegaram a fechar um valor para o patrocínio máster.

Em um determinado momento, João Mesquita entrou em contato com o Flamengo e avisou que, por conta da chegada da pandemia e a incerteza de quanto tempo duraria, o investimento teria que ser menor do que o combinado. O Rubro-Negro, através de Gustavo Oliveira, vice de marketing e comunicação, apresentou outras propriedades do uniforme que estavam livres, mas a Amazon estava interessada, à época, apenas na parte máster.

Por conta desse histórico, Flamengo e Amazon adotam paciência para que não haja uma empolgação exagerada por parte dos torcedores e um excesso de otimismo, pois não é uma negociação simples. Fato é que o Departamento de Marketing do clube tem trabalho de forma árdua para conseguir celebrar o acordo e fechar mais uma fonte de receita para os próximos 12 meses.

Em recente entrevista ao Canal Venê Casagrande, jornalista do O Dia, Bap confirmou as informações de que Flamengo e Amazon quase fecharam parceria em 2020, mas a pandemia da Covid-19 atrapalhou o acordo na ocasião, mas ressaltou que o relacionamento com a empresa norte-americana é muito bom e que poderia ter novidades no futuro. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários