Boavista x Fluminense
Lucas Merçon / Fluminense
Boavista x Fluminense


Não foi uma partida brilhante, mas o Fluminense novamente fez o que precisava fazer. Nesta terça-feira, o Tricolor contou com gols de Yago Felipe e John Kennedy para vencer o Boavista por 2 a 0 e chegar ao terceiro triunfo consecutivo no Campeonato Carioca . A partida, pela quinta rodada, foi disputada no Estádio Elcyr Resende de Mendonça, em Saquarema.

Assim, o Tricolor fica na terceira posição, com nove pontos, e terminará a rodada no G4. Já o Boavista é o nono, com cinco, e ainda pode cair com outros resultados. Na próxima rodada, o Flu terá pela frente o atual líder, Volta Redonda, na sexta-feira, às 16h, novamente em Bacaxá,  já que o município do Rio não pode receber partidas. O Boavista receberá em Saquarema o Flamengo, no sábado, às 21h05.

JOGO SONOLENTO

O Boavista entrou com a proposta de uma partida reativa, deixando a bola nos pés do Fluminense. O Tricolor, por sua vez, até teve a bola nos pés, mas encontrou dificuldades para levar perigo ao adversário. A primeira chegada foi apenas aos 23 minutos, com Michel Araújo. Lucca e Samuel ainda chegaram, mas não conseguiram abrir o placar.

Você viu?


CHANCE DESPERDIÇADA

O time da casa poderia ter saído na frente aos 35 minutos, após lambança defensiva do Flu. Matheus Ferraz furou e Vitor Feijão acabou derrubado na área por Danilo Barcelos. Entretanto, na cobrança do pênalti Jean acabou parando nas mãos do goleiro Marcos Felipe. Nino ainda chegou de carrinho para evitar o gol no rebote.

DESAFOGO

A partida vinha sendo complicada para o Fluminense, mas, aos cinco minutos do primeiro tempo, Yago Felipe tirou a equipe do sufoco. Elivelton e Caio Felipe afastaram mal a bola da área, que sobrou nos pés do volante. O jogador bateu forte e contou com desvio em Pedroso para enganar o goleiro Klever e abrir a contagem. Após marcar, o Flu melhorou de rendimento, encontrou mais espaços e fez melhor as transições, com boas chegadas de Gabriel Teixeira e Michel Araújo.

ABERTO

Nos minutos finais, o Boavista tentou se lançar mais ao ataque para buscar pelo menos o empate e chegou bem ao ataque com Jefferson Renan, Douglas Pedroso e Michel Douglas, mas não conseguiu ser eficiente. Com a posse de bola mais equilibrada, Roger Machado optou por dar mais segurança defensiva ao Tricolor, colocando Wellington, e a equipe pouco criou, mesmo com a vantagem mínima, ficando no contra-ataque.

POLÊMICAS E FIM DE JOGO

Aos 35 minutos, o Fluminense reclamou de um pênalti não marcado. No lance John Kennedy pressionou Jucilei na saída de bola, sofreu o toque fora da área, mas caiu dentro. O árbitro deu apenas escanteio. Na cobrança, Matheus Ferraz cabeceou bonito, mas Klever fez grande defesa. Do lado do Boavista, logo depois, Ralph recebeu na área, mas o juiz deu toque de mão e acabou com o ataque, o que levou os atletas da casa à loucura. Mesmo reativo, o Flu fechou a conta aos 43 minutos. Kayky deu belo passe para John Kennedy, que avançou em velocidade para marcar.

FICHA TÉCNICA
BOAVISTA X FLUMINENSE

Data/Hora:
23/03/2021, às 18h
Local: Estádio Elcyr Resende de Mendonça, Saquarema (RJ)
Árbitro: Yuri Elino Ferreira da Cruz
Assistentes: Michael Correia e Thiafo Rosa de Oliveira Esposito

Gols: Yago Felipe (5'/2ºT) (0-1) e John Kennedy (43'/2ºT) (0-2)
Cartões amarelos: Vitor Feijão, Caio Felipe, Leandrão, Jucilei (BOA), Igor Julião e John Kennedy (FLU)
Cartões vermelhos: -

BOAVISTA: Klever; Caio Felipe (Marquinhos - 34'/2ºT), Douglas Pedroso, Elivelton (Israel - 32'/2ºT), Jean Victor, Ralph, Jucilei, Fernando Bob, Jefferson Renan (Luis Felipe - 42'/2ºT), Vitor Feijão e Michel Douglas. Técnico: Leandrão.

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Igor Julião, Nino, Matheus Ferraz e Danilo Barcelos; Yago, Martinelli (Hudson - 39'/2ºT), Gabriel Teixeira (Caio Paulista - 20'/2ºT) e Michel Araújo (Wellington - 20'/2ºT); Lucca (Kayky - 31'/2ºT) e Samuel (John Kennedy - 31'/2ºT). Técnico: Roger Machado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários