Neto
Reprodução/ Os Donos da Bola
Neto


O apresentador do 'Os Donos da Bola' , Neto , disparou contra a Federação Paulista de Futebol ( FPF ) e os cartolas que definem os jogos do Paulistão, por tentarem levar Palmeiras x São Bento para Minas Gerais. O jogo, que foi impossibilitado de acontecer em São Paulo por causa das restrições contra a Covid-19 , acabou cancelado também em Minas, por causa de medidas do governo local. A decisão da FPF aconteceu nesta tarde, quase ao mesmo tempo do programa de Neto na Band.

Neto classificou a atitude dos dirigentes como 'palhaçada' e disse que todo o futebol deveria ser paralisado por um mês.

"Ai vem essa palhaçada, coisa ridícula, de querer botar o Palmeiras para jogar, para jogar um jogo contra o São Bento , lá no Independência (Minas Gerais) pelo Campeonato Paulista . Para com essa vergonha, para com isso! (...) Não tem que ter jogo, nem Copa do Brasil, nem Libertadores. Tem que parar 30 dias, não é 15 não. Vamos ver o que tá acontecendo, vamos respirar, ter o entendimento do que está acontecendo. Ai depois volta as competições", disse, de forma muito exaltada.

Você viu?

"Ai a gente que mandar um jogo do Palmeiras , em Belo Horizonte, que está arrebentando de Covid (...) Vocês estão preocupados com joguinho de futebol do Palmeiras, o joguinho, não as equipes... Não tem que ter jogo da Seleção Brasileira , do Palmeiras , do Corinthians ", continuou.

O apresentador ainda criticou os jogadores que não se manifestam a favor da paralisação, cobrou Lisca por ter se manifestado 'uma só vez' e reclamou na falta de vacinas no país, o que dificulta a retomada da vida que pré-pandemia.

"Algum jogador de time grande veio na televisão e falou: 'Eu não aguento mais, estou cansado de fazer exame, ficar longe da minha família?'. Ô Lisca , você falou uma vez só e não vai falar mais? Falou um dia e não dá mais entrevista?", questionou.


"Porque estão fazendo (jogos) lá fora? Porque os caras estão fazendo o protocolo cedo. Na Rússia o torcedor vai lá (no estádio) e toma vacina. Vocês (disse, apontando para os comentaristas) vão tomar vacina só ano que vem, eu quem sabe no final do ano. Isso se não cair mais ministro (da saúde). Caiu quatro já (...) Ai cadê a vacina? Para o meu pai, para o seu pai? Ai vocês querem um joguinho de bola?", concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários