Oswaldo de Oliveira relembra polêmica de 2000
Gilvan de Souza / Flamengo
Oswaldo de Oliveira relembra polêmica de 2000

O técnico Oswaldo de Oliveira relembrou sua polêmica demissão do Vasco em 2000. Em entrevista ao canal "Fanático Vascaíno", do jornalista Fábio Azevedo, o treinador disse não engolir a saída do clube na reta final da temporada, após desentendimento com Eurico Miranda.


"Conseguimos a organização de uma equipe que se tivesse continuidade seria um dos grandes times da história do Vasco, uma pena que aquele trabalho foi interceptado, foi rompido, foi amputado, foi uma coisa muito triste para mim aquilo. E terminou daquela maneira que, na hora do orgasmo, eu saí. A Mercosul, quando acabou, os jogadores de dentro do campo me ligaram, eu estava em casa assistindo ao jogo e foi uma surpresa, sou grato a esses caras até hoje", afirmou.

"Muitas peças importantes permaneceram, mas quando eu cheguei, muitos tinham saído. Edmundo e Ramon tinham deixado o Vasco. Tinha algumas lacunas que precisavam ser preenchidas. Trouxemos o Jorginho Paulista, Juninho Paulista, Euller", completou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários