Flamengo arrecadou muito menos do que o projetado sem a presença de torcedores nos estádios
Divulgação
Flamengo arrecadou muito menos do que o projetado sem a presença de torcedores nos estádios

O "novo normal" no futebol brasileiro é a não presença de torcida nos estádios, por conta da pandemia do novo coronavírus. E o Flamengo , detentor da maior bilheteria em 2019, é o clube mais prejudicado do país no quesito arrecadação de ingressos ao longo de 2020 (cuja temporada está na reta final).

Isso porque, o Flamengo arrecadou R$ 96,9 milhões de renda bruta na temporada passada. Para esta, antes do surto da Covid-19, a projeção era de somar, aproximadamente, R$ 108 milhões (15% da receita, de acordo com o balanço do próprio clube).

Contudo, em 2020, só foi arrecado R$ 22,2 milhões, acumulados nos sete jogos disputados pelo Fla como mandante, até março do ano passado (pré-paralisação pela pandemia).

A perda de receita , portanto, é de R$ 85,8 milhões, o que, segundo um levantamento trazido pelo site "ge", deixa o Fla como o clube nacional mais prejudicado dentre os 10 que mais faturaram com bilheteria na temporada passada. São Paulo, Corinthians e Palmeiras vêm logo atrás, pois esperavam arrecadar R$ 78 milhões, R$ 71 milhões e R$ 64 milhões, respectivamente.

Você viu?

'FINAL' À VISTA

Cabe destacar que ainda não há previsão de volta dos torcedores às arquibancadas brasileiras. E, mesmo sem a Nação, o Flamengo terá uma decisão pela frente. Neste domingo, às 16h, receberá o Internacional, no Maracanã e em duelo válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O duelo será fundamental para os dois principais postulantes ao título. Neste momento, restando duas rodadas, o Inter lidera a competição, com um ponto de vantagem sobre o Flamengo, o segundo colocado.

    Leia tudo sobre: receitas

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários